Igreja é incendiada após realizar cultos durante pandemia nos EUA

O pastor entrou com uma ação na justiça contra a cidade, para retomar os cultos.

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Primeira igreja pentecostal em Holly Springs, Mississippi, incendiada na manhã de quarta-feira
Primeira igreja pentecostal em Holly Springs, Mississippi, incendiada (Foto: Reprodução/The Mail)

Nessa quarta-feira (20), uma igreja foi incendiada no Mississippi EUA, após realizar cultos durante a pandemia do Covid-19. Segundo o Ministério Público do condado de Marshall, a igreja realizava cultos sem o distanciamento social.

No mês passado, o pastor da Primeira Igreja Pentecostal entrou com uma ação na justiça contra a cidade de Holly Springs, para retomar os cultos. Segundo os bombeiros, não havia ninguém no templo quando incêndio começou.

O pastor Jerry Waldrop, que lidera a igreja há mais de 31 anos, estava fora da cidade quando por volta das 2h da manhã de quarta-feira, o incêndio deixou a igreja em chamas. De acordo com o WLBT.

Quando os investigadores do Gabinete do Xerife do Condado de Marshall chegaram ao local, encontraram grafites no estacionamento da igreja que diziam: ‘Aposto que você fica em casa agora, hipócrita’.

“Nós meio que ficamos confusos e não temos ideia”, disse Jerry Waldrop, o pastor da igreja. ‘Nenhum inimigo que conhecemos. Não conhecemos ninguém que pensamos ser capaz de fazer algo assim, disse à Fox News.

Ele entrou com uma ação contra a cidade de Holly Springs no mês passado, alegando que os policiais interromperam o estudo da Bíblia em 22 de abril e o culto de Páscoa em 12 de abril.

A procuradora da cidade de Holly Springs, Shirley Byers, disse que quase 40 paroquianos dentro do prédio da igreja não estavam praticando distanciamento social em 10 de abril, quando uma citação de violação foi emitida para a igreja.

Os frequentadores de igrejas praticam distanciamento social em ambientes fechados e só realizam serviços internos quando o mau tempo não lhes permite reunir-se do lado de fora, disse a ação de 14 páginas.

A queixa de Waldrop também pediu uma ordem de restrição temporária para impedir que as autoridades da cidade impedissem os cultos da igreja.

Enquanto o pedido fique em casa do governador do Mississippi, Tate Reeves, em 23 de março, permitia que as igrejas operassem. No entanto, a procuradora Byers disse que a cidade não deu às igrejas a mesma latitude até que eles alterassem a ordem local para permitir serviços drive-thru.

“É muito claro que os municípios locais podem ter diretrizes mais rígidas do que as diretrizes do governador, mas não podem ter diretrizes que entrem em conflito diretamente com o que implementamos”. Disse, Reeves na quarta-feira.

No Mississippi, houve 11.967 casos de coronavírus e 570 mortes na manhã de quinta-feira.

De acordo com procuradora Shirley Byers, o processo do pastor Jerry Waldrop, ainda não foi julgado. Agências estaduais e federais locais estão investigando o incêndio.

“Reunimos evidências estamos tentando identificar pistas e nos levar a uma direção em que possamos encontrar a pessoa ou pessoas responsáveis ​​por esse incêndio”, disse o major Kelly McMillen ao WREG.

© Amigo De Cristo – Site de notícias cristãs do Brasil e Mundo