“Deus me deu um novo coração”, diz pastor ao sobreviver a transplante

Então, agarrei minha fé e dirigi até onde Deus estava, preocupado e reconheci que Ele é meu prêmio, no final

"Deus me deu um novo coração", diz pastor ao sobreviver a transplante
O pastor Mark Berney no hospital após o transplante de coração (Foto: Reprodução)

Um pastor da Flórida sobreviveu a transplante de coração, que foi realizado em emergência em plena pandemia em 22 de abril. Mark Berney, está vivo hoje por causa da ciência médica e da intervenção divina.

Em meados de março, o pastor Mark Berney, da Igreja da Assembléia de Deus do Rio da Vida em Merritt Island, Flórida, recostou-se na cadeira e começou a se agarrar durante o curso de um sermão que estava pregando.

Logo depois, Berney acordou, cercado por membros da igreja depois que ligaram para o serviço de emergência 911 e correram para o palco para orar por ele.

O pastor foi levado instantaneamente por uma ambulância ao AdventHealth Orlando (antigo Hospital da Flórida).

Leia também:

Os médicos disseram a Berney, 61 anos, que, devido a problemas cardíacos passados, ele precisaria de um transplante de coração.

“Minha mortalidade foi real – é assim para todos”, disse Berney, ao site de notícias cristãs do Faithwire. Enquanto o pregador admite que “não tinha garantias” sobre o futuro de seu corpo físico, reconheceu o poder da fé.

“Então, agarrei minha fé e dirigi até onde Deus estava, preocupado e reconheci que Ele é meu prêmio, no final das contas. Quando me inscrevi para Ele, Ele é o meu destino final ”, afirmou Berney.

“Isso começou a me dar tranquilidade – sabendo que eu ficaria bem”, continuou ele. “Não importa o quê, eu não poderia perder. Eu sempre venceria.

“As palavras não podem expressar como eu me sinto”, disse Berney sobre o doador e sua família sobrevivente. “Como sou humilde por isso e como sou grato.”

Pela primeira vez ao longo de uma década, ele foi capaz de sentir o calor de suas pernas novamente. O pregador da Flórida não pôde deixar de ser “completamente deslumbrado à mercê de Deus”.

“O sangue que está indo para o meu cérebro, eu sinto que acordei de um sono profundo”, disse ele. “E eu só quero lhe dizer, eu não me importo com o que você está passando na vida, se você aprofundar sua fé, Ele lhe dará o que é preciso para levá-lo ao outro lado.”

Berney também elogiou o hospital e sua equipe por cuidar de seus cuidados com “dedicação incansável”, especialmente quando sua esposa não pôde visitá-lo na UTI devido às restrições do COVID-19.

O Dr. Nirav Raval, diretor médico torácico do Advent Health Transplant Institute, elaborou ainda mais a recuperação milagrosa do pregador.

“Ele poderia ter, francamente, morrido naquele momento, se não tivesse um desfibrilador”, disse o médico, citando que “a ciência médica e a intervenção divina” contribuíram para a sobrevivência de Berney.

“Estou ainda estou impressionado emocionalmente”, disse o pastor. “Estou extremamente  agradecido com o presente da vida.”