Mundo Cristão Ataque em aldeia cristã na Nigéria deixa dois cristãos mortos

Ataque em aldeia cristã na Nigéria deixa dois cristãos mortos

Este é o segundo ataque contra as comunidades cristãs em menos de um mês.

Ataque em aldeia na Nigéria deixa dois cristãos mortos
Casa na vila de Gonan Rogo na Nigéria, queimada por militantes de Fulani (Foto – Branabas Fund)

Pelo menos dois cristãos foram mortos em novo ataque de radicais Fulani em duas aldeias cristãs no estado de Adamawa, na Nigéria. Este é o segundo ataque contra as comunidades cristãs em menos de um mês.

As aldeias de Gon e Bolkin são bem conhecidas por sua comunidade agrícola cristã e foram especificamente alvo de militantes islâmicos Fulani no ataque de 12 de maio.

Segundo relatos, os combatentes invadiram a vila nas primeiras horas da noite, destruindo várias casas e roubando suprimentos dos agricultores locais. Além disso, um dos dois homens mortos estava envolvido na reconstrução de uma escola primária que havia sido destruída em um ataque anterior.

Apesar dos melhores esforços da comunidade local, eles não conseguiram obter proteção militar, com a polícia local insistindo em não receber nenhuma ligação sobre o ataque.

Os órgãos de comunicação locais informam que outras onze pessoas foram mortas por militantes de Fulani em ataques relacionados por toda a região.

Um informativo elaborado pela Christian Solidarity Worldwide (CSW) explica mais sobre quem são os Fulani e por que eles se tornaram comunidades cristãs tão letais em toda a Nigéria:

“A milícia Fulani (também conhecida como pastores Fulani) vem de uma tribo nômade, predominantemente muçulmana. Em 2014, a milícia foi nomeada o quarto grupo terrorista mais mortífero do mundo pelo Índice Global de Terrorismo.

“As milícias fulani estão alvejando comunidades não muçulmanas, principalmente cristãos. Estão atacando comunidades inteiras que são mais isoladas e indivíduos mais vulneráveis, incluindo homens e mulheres que trabalham em seus campos. O número de mortos está aumentando e é vital que se fale agora.”

Em abril deste ano, militantes de Fulani mataram nove pessoas, incluindo quatro crianças e uma mulher grávida, em um ataque à pequena comunidade de Hura, no estado de Plateau. Pelo menos 33 casas foram queimadas, com centenas de moradores desalojados.

A Open Doors UK observa que os seguidores de Jesus foram mais suscetíveis a “ataques oportunistas de militantes islâmicos” durante o bloqueio do coronavírus.

“Os moradores estavam obedecendo às diretrizes estaduais locais para manter suas casas, para impedir a propagação do vírus, e os cristãos acreditam que os ataques faziam parte de uma agenda mais ampla para arrancá-los da área”, observou a organização em um relatório recente.

“Enquanto as comunidades cristãs ficam dentro de casa para tentar impedir a propagação do coronavírus, elas são ainda mais vulneráveis a esses tipos de ataques e menos propensas a ganhar dinheiro com comida”.

© Amigo De Cristo – Site de notícias cristãs do Brasil e Mundo.

Últimas notícias

Guerras e perseguições: “A fé de uma cristã na Síria”

As guerras e perseguições cercam a vida de milhares de cristãos na Síria, assim como a de Sozan, uma cristã de 22 anos. A...

A perseguição força os cristãos do Laos a praticar a fé em segredo

Os cristãos no Laos continuam a enfrentar várias formas de perseguição e discriminação, o que força muitos deles a praticar sua fé emsegredo na...

Cuba liberta Jornalista preso por reportagem sobre julgamento de pastor

Um jornalista e advogado cubano foi libertado da prisão em Guantánamo, Cuba, depois de ficar quase um ano preso por seu trabalho de reportagem...

Bieber lança música cristã ‘Holy’ sobre fé e acreditar em Deus

O astro pop Justin Bieber lançou uma nova música cristã inspirada no evangelho intitulada 'Holy', que se baseia em temas de fé e esperança....
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.