A pandemia não impede a perseguição contra os cristãos na Índia

A pandemia do COVID-19 esta sendo usada como "cortina de fumaça para ataques a cristãos na Índia"

A pandemia não impede a perseguição contra os cristãos na ÍndiaExtremistas hindus estão usando a pandemia do COVID-19 como cortina de fumaça para atacar a igreja na Índia com mais força, de acordo com um parceiro indiano da organização de caridade cristã Open Doors UK & Ireland.

Um porta-voz dos parceiros, Isaac*, alerta que a violência contra os cristãos está ocorrendo com impunidade em todo o país. As igrejas domésticas da Índia, também estão sob risco particular.

“A pandemia não impediu a crescente perseguição contra os cristãos”, ele relata. “Estamos recebendo notícias de incidentes de perseguição de muitas áreas do país, mesmo nesta situação em que as pessoas foram ordenadas a ficar dentro de suas casas.

“Os cristãos estão sofrendo ainda mais do que antes, já que a maioria deles precisa agora combater problemas econômicos, bem como a oposição e o ódio da comunidade”.

De acordo com o Portas Abertas, em um ataque, homens armados invadiram a casa de uma família cristã, matando uma jovem chamada Jyothi *, cujo pai havia sido assassinado em um ataque anterior.

Em outra aldeia, os cristãos foram convidados para um salão comunitário onde foram devidamente espancados. No entanto, apesar das chamadas à polícia, o ataque continuou sem controle.

Tais ataques parecem estar ocorrendo impunemente.

O Dr. Ronald Boyd-MacMillan, diretor de pesquisa da Open Doors International, alerta que esses relatórios provavelmente serão a ponta de um iceberg muito maior.

“Com o COVID-19, há uma sensação de que, se você atacar agora, haverá pouca atenção internacional porque todos estão distraídos”, disse ele.

Existe uma tendência de usar a pandemia como uma cobertura para atingir a igreja com mais força, na crença de que a comunidade internacional não causará problemas. Desde 2014, se você atacar uma igreja ou mesquita, é improvável que o sistema judicial nunca o alcance.

Os extremistas hindus sabem como usar a multidão. Eles vêem o cristianismo como uma religião estrangeira. A Índia é um lembrete de como a igreja está crescendo. Isso deixa os extremistas assustados. Acrescenta, ele.

Em 2018, a World Watch List da Portas Abertas designou a Índia como um país onde os cristãos experimentam “extrema perseguição” pela primeira vez.

Agora classificada como número 10 no sistema de classificação anual, a Índia subiu drasticamente de sua posição em 31 em 2013.
Uma investigação da Open Doors também descobriu que as leis anticonversão, em vigor em oito dos 21 estados da Índia, criam um “ambiente de hostilidade e intolerância” para com os cristãos.

Muitos dos 60 milhões de cristãos da Índia já estão marginalizados – cerca de 70% vêm de um grupo de castas inferiores chamado de “intocáveis” pela sociedade e trabalham como assalariados diários.

Com informações da (ANS), * Os nomes foram alterados por razões de segurança.

© Amigo De Cristo – Site de notícias cristãs do Brasil e Mundo