Todos os dias, 4 cristãos na Nigéria morrem por seguir Jesus

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Todos os dias, 4 cristãos na Nigéria morrem por seguir Jesus
Todos os dias, 4 cristãos na Nigéria morrem por seguir Jesus

A vida dos cristãos no norte da Nigéria às vezes pode ser brutal, isso porque, todos os dias pelo menos quatro cristãos morrem por sua fé em seguir Jesus. Você deita a cabeça à noite, sem saber se vai acordar, disse um pastor.

Para colocar isso em perspectiva, oito cristãos por dia em todo o mundo foram mortos de novembro de 2018 a novembro de 2019. Quase metade dos cristãos mortos a cada dia era da Nigéria. Durante o ano, 1.350 cristãos morreram no país – dos 2.983 em todo o mundo.

A vida cotidiana pode significar discriminação, perseguição e violência. Os grupos radicais islâmicos como Boko Haram, militantes de Fulani e província do Estado Islâmico da África Ocidental têm como alvo cristãos, e o número tem sido chocante.

Viúva na nigeriana

“Tem sido tão difícil. Estou sofrendo com meus filhos, você não pode parar de lembrar e sentir a dor”, diz Victoria, uma mulher nigeriana cujo marido foi assassinado pelo Boko Haram.

E agora, além da violência chocante, os cristãos do norte da Nigéria correm um risco maior por causa da pandemia de coronavírus. Especialmente para aqueles que estão entre os 2 milhões de pessoas deslocadas pela violência e vivendo em campos superlotados. Em áreas remotas, como Dzangola, onde Victoria mora, é difícil obter remédios e cuidados de saúde adequados.

Um especialista regional do Portas Abertas, compartilhou recentemente como os cristãos na Nigéria, estão lidando com a crise do coronavírus.

“Estamos prendendo a respiração. Aqui, esperamos que o afastamento das aldeias cristãs nos estados da Shariah, seja realmente para sua proteção. E que o fato de a doença não distinguir entre etnia e religião seja um fator de tratamento igual para todos”.

Exclusão

Ela, no entanto, não está confiante de que a situação melhore: “Na verdade, não creio que haja muitos motivos para que os cristãos esperem algo diferente do que experimentaram até agora: exclusão”.

Para pessoas como Victoria, que sofreram violência e podem encontrar novas dificuldades em face de uma pandemia, seguir Jesus tem um custo. No entanto, para ela e para outros crentes no norte da Nigéria, Jesus vale a pena.

A fé de Victoria inspira minha caminhada com Jesus. Acredito que a decisão desta viúva de seguir Jesus pode servir como um farol da esperança de Deus em um tempo em que muitos de nós estamos isolados ou com medo.

“Acredito que se eu me comprometer e me submeter a Deus, Ele me ajudará em tudo que faço”, diz Victoria.

Suas orações estão fortalecendo os fiéis no norte da Nigéria. Ore pelos seus irmãos e irmãs de fé como Victoria. Agradeça a Deus por sua fé e pela esperança nEle, que fornece um exemplo para os crentes em todo o mundo.