Coronavírus Americanos acreditam que coronavírus é ‘alerta’ para se voltar para Deus

Americanos acreditam que coronavírus é ‘alerta’ para se voltar para Deus

Americanos acreditam que coronavírus é ‘alerta’ para se voltar para Deus
Americanos estão se voltando para Deus durante pandemia do coronavírus (Foto: Divulgação)

Pelo menos quatro em cada 10 dos americanos acreditam que a pandemia de coronavírus é um ‘alerta’ para se voltar para Deus, segundo pesquisa realizada nos EUA.

A pesquisa fez uma série de perguntas para as pessoas sobre a pandemia e a fé, incluindo: “Você vê a pandemia global do coronavírus e o colapso econômico” como “sinais de julgamento” ou “um alerta para que voltemos à fé? em Deus?”

Um total de 44% dos entrevistados escolheu um ou outro ou os dois. Vinte e dois por cento disseram “ambos”, 17% disseram que era um alerta e 5% disseram que era um sinal de julgamento.

A pesquisa realizada entrevistou 1.000 pessoas entre 23 e 26 de março, pela McLaughlin & Associates para o Joshua Fund, um ministério cristão que apoia Israel. A empresa também realiza pesquisas políticas.

Pandemia coronavírus nos EUA

Enquanto isso, 29% dos entrevistados concordaram que “a pandemia de coronavírus e o colapso econômico global são evidências de que estamos vivendo no que a Bíblia chama de ‘últimos dias’”. Cinquenta e seis discordaram.

Joel C. Rosenberg, fundador e presidente do The Joshua Fund, classificou os resultados de “impressionantes”.

“Esta pesquisa fornece uma janela fascinante sobre como os americanos veem a pandemia do COVID-19 e como está aumentando drasticamente o interesse deles em assuntos espirituais”, disse ele.

Americanos voltando para Deus

A pesquisa perguntou aos não-cristãos se a pandemia global fez com que eles “tivessem mais interesse em Deus e nos assuntos espirituais”. Embora 63 por cento tenham dito que não, outros disseram que sim.

Por exemplo:

  • 7% dos não-cristãos disseram que “começaram a ler a Bíblia, embora eu normalmente não o faça”.
  • 8% dos não-cristãos disseram que estão “tendo mais conversas espirituais com familiares e amigos”.
  • 5% dos não-cristãos disseram ter pesquisado online para aprender mais sobre a profecia bíblica.
  • 2% dos não-cristãos disseram que “começaram a ouvir o ensino da Bíblia e / ou sermões cristãos on-line, mesmo que eu normalmente não o faça”.

Muitos cristãos também têm visto seu interesse em questões de fé aumentar.

Por exemplo:

  • 14% dos cristãos disseram que estão “lendo a Bíblia mais do que nunca”.
  • 16% dos cristãos disseram que estão “ouvindo / assistindo o ensino da Bíblia e sermões cristãos online, já que não posso ir à igreja”.
  • 10% disseram que estão “pesquisando online para aprender mais sobre a profecia bíblica e o plano de Deus para o futuro da humanidade”.

“Estes não são tempos comuns”, disse Rosenberg.

“Os americanos quase todos confinados estão ansiosos e compreensivelmente. No entanto, milhões estão se voltando para Deus, a Bíblia e os sermões cristãos em busca de respostas, algumas delas pela primeira vez. Esse pode ser o revestimento de prata mais importante nesta crise até agora.

Últimas notícias

Guerras e perseguições: “A fé de uma cristã na Síria”

As guerras e perseguições cercam a vida de milhares de cristãos na Síria, assim como a de Sozan, uma cristã de 22 anos. A...

A perseguição força os cristãos do Laos a praticar a fé em segredo

Os cristãos no Laos continuam a enfrentar várias formas de perseguição e discriminação, o que força muitos deles a praticar sua fé emsegredo na...

Cuba liberta Jornalista preso por reportagem sobre julgamento de pastor

Um jornalista e advogado cubano foi libertado da prisão em Guantánamo, Cuba, depois de ficar quase um ano preso por seu trabalho de reportagem...

Bieber lança música cristã ‘Holy’ sobre fé e acreditar em Deus

O astro pop Justin Bieber lançou uma nova música cristã inspirada no evangelho intitulada 'Holy', que se baseia em temas de fé e esperança....
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.