Pastores são presos injustamente por três dias na Índia

Segundo o pastor, os ativistas de Bajrang Dal os acusaram falsamente de difamar os deuses hindus.

Pastores são presos injustamente por três dias na Índia
Um policial na Índia (Foto: Representativa)

Em 19 de março, dois pastores no norte da Índia foram presos por três dias injustamente após serem agredidos por membros de uma organização nacionalista hindu radical.

Segundo relatos locais, o ataque aos pastores ocorreu depois que eles compartilharam um folheto do Evangelho com um comerciante em Faridpur, localizado no distrito de Bareilly, em Uttar Pradesh.

O pastor Sukhiram Kare e o pastor Rohit Kumar, estavam realizando atividades rotineiras de divulgação no mercado de Faridpur. Por volta do meio dia, falaram com um lojista chamado Sourab Sharma e lhe entregou um folheto do Evangelho.

Uma hora depois, Sharma chamou os dois pastores de volta à sua loja, dizendo que mais pessoas estavam interessadas em aprender sobre o cristianismo.

Quando os pastores retornaram à loja de Sharma, eles estavam cercados por uma gangue de ativistas de Bajrang Dal.

“Percebemos que estávamos com problemas”, disse o pastor Kare à International Christian Concern (ICC). “Cinco ou seis pessoas nos cercaram e nos interrogaram sobre por que estávamos nos entregando a conversões e espalhando uma religião estrangeira”.

Eles estavam falando em tom irado, lembra o pastor. “O tom deles ficou mais alto e eles começaram a lançar abusos sobre nós e nos manejaram”. Continuou o pastor Kare.

Os ativistas de Bajrang Dal levaram os pastores à delegacia local e exigiram que fossem presos. Segundo o pastor Kare, os ativistas de Bajrang Dal os acusaram falsamente de difamar os deuses hindus.

O incidente foi então relatado ao chefe do distrito do Vishwa Hindu Parishad (VHP), outra organização nacionalista hindu.

Presos injustamente

Devido à pressão do Bajrang Dal e do VHP, a polícia de Faridpur colocou o Pastor Kare e o Pastor Kumar trancados por três dias sem apresentar um Primeiro Relatório de Informação (FIR). Isso foi feito, embora não houvesse evidência para apoiar as acusações usadas para aprisionar os dois pastores.

“Eu estava realmente preocupado com minha família”, disse o pastor Kare à ICC. “ Me perguntava como eles sobreviveriam sem mim por perto. Além do mais, também estava preocupado com quanto tempo ficaria na polícia.”

Esta não é a primeira vez que cristãos em Faridpur são atacados por nacionalistas hindus radicais. No inicio de março, uma igreja doméstica foi atacada por membros do VHP. Um casal cristão teria sido arrastado para a rua e espancado como parte do incidente.

Após o ataque, a polícia local prendeu o casal cristão e outro membro da igreja. Eles foram mantidos na prisão por um dia inteiro antes de serem libertados sob fiança.