Mark Wahlberg diz que “fé e oração” o faz ser um pai melhor

O ator de Hollywood, Mark Wahlberg revelou sua rotina de oração e falou sobre sua fé

Mark Wahlberg diz que fé e oração o faz ser um pai melhor
Mark Wahlberg revelou sua rotina de oração e falou sobre sua fé (Foto: Reprodução)

A rotina diária de oração segundo o ator Mark Wahlberg, junto à sua fé cristã, o faz ser um pai e marido melhor, disse a estrela de Hollywood em entrevista ao programa Today, exibido pela rede NBC nos Estados Unidos.

Ele acrescentou durante a entrevista para o programa Today: ” Eu tiro dois dias por semana da academia agora. Não tirei um dia de folga de ficar em minhas mãos e joelhos, de ler meu livro de orações e meus devocionais diários”.

O ator de 48 anos, insistiu que está comprometido com suas crenças e diz que ele “orar por paciência” permitiu que ele tivesse mais “compromisso” com sua família, incluindo a esposa Rhea Durham e seus filhos Ella, 16, Brendan, 14, Michael, 13 e Grace, 10.

”Oro pela paciência. Quero ser um exemplo, com minha ética de trabalho, com meu compromisso com minha fé, com minha família. Eu fui colocado nessa posição por um motivo, não é para esquecer de onde eu vim. Tenho que utilizar esses talentos e dons que me foram dados para ajudar os outros”. Disse, Mark Wahlberg.

E a estrela de ‘Ted Bear’ é tão dedicado à religião que ele nunca perde um único dia em orar, o que pode levar até 20 minutos sua rotina de oração diária para ser concluído.

Esta não é a primeira vez que Mark Wahlberg, fala sobre sua fé, o ator já havia antes pedido o perdão de Deus por fazer ‘Boogie Nights’ porque percebeu que Deus, pode não estar bem com filmes sobre estrelas da pornografia.

Eu estava sentado na frente de algumas milhares de crianças conversando e tentando encorajá-las a voltar à sua fé, e estava dizendo que só espero que Ele tenha senso de humor porque tomei algumas decisões que talvez não fique bem com Ele.

Portanto, não quero comprometer minha integridade artística ou minhas escolhas com base em minha fé ou em minha família, mas também tenho outras coisas a considerar, e, sendo um pouco mais velho e um pouco mais sábio, a ideia de ter que explicar esse filme e a razão por trás disso para os meus filhos é outra questão.