Cristãos fazem circulo de oração em estacionamento de hospital

Círculo de oração em torno do hospital Cartersville Medical Center , nos EUA

Siga o Amigo De Cristo no Google News
Cristãos fazem circulo de oração em estacionamento de hospital
Círculo de oração em torno do hospital Cartersville Medical Center (Foto: Fox News)

Um grupo de cristãos se unem e fazem circulo de oração em torno do Hospital Cartersville Medical Center, na Georgia nos (EUA). O grupo, clamava pelos pacientes e todos da equipe médica na noite de quinta-feira.

Eles vieram orar pela equipe que luta contra a pandemia de coronavírus nas linhas de frente, e vieram orar pelos pacientes que lutam por sua vida.

– “É atingido perto de casa, muitas pessoas foram afetadas por isso, estamos prontos para ver”, disse Camden McGill, que ajudou a organizar o “Círculo de Oração”, à Fox News. –

Círculo de oração em torno do hospital

O Cartersville Medical Center, foi uma das primeiras instalações para tratar um paciente com COVID-19. Desde então, muitos mais foram tratados aqui. “Um dos membros de nossa igreja passou pelo coronavírus, então queríamos estar aqui para mostrar nosso apoio”. Disse Jennifer Hyde.

Pessoas como Jennifer Hyde, que estavam lá quinta-feira à noite, todos eles respeitaram o distanciamento social. Eles ficaram em seus carros e todos sintonizaram a mesma estação de rádio, 91,7 para oração e música cristã.

Os pacientes podiam ver o show de amor de suas janelas. A equipe assistia do gramado e do telhado.

Michelle Anderson trabalha no hospital há 26 anos. Ver todos da comunidade aqui para apoiar a equipe trouxe lágrimas aos olhos.

“Nunca me senti tão orgulhoso de trabalhar aqui em todos os anos em que trabalhei aqui, o derramamento da comunidade é inacreditável”, disse Anderson.

“Bombardeamos o Céu com nossas orações. A equipe médica estava no telhado, chorando, com os olhos arregalados. Já tivemos testemunhos disso. É apenas uma bênção creditada ao senhor”, disse McGill.

O jovem Camden McGill, de 24 anos, é o organizador da iniciativa. Ele disse que “não é uma coisa da igreja, é uma coisa da comunidade”. Ele disse que o evento se espalhou nas mídias sociais.