Bancada Evangélica defende abertura de Igrejas diante do coronavírus

Parlamentares afirmam que precisam de orações para enfrentar a pandemia maligna.

Bancada Evangélica defende abertura de Igrejas diante do coronavírus
Deputado Silas Câmara líder da Bancada Evangélica, com Bolsonaro (Foto: Reprodução)

A Bancada Evangélica liderada pelo deputado Silas Câmara, divulgou nota defendendo a reabertura de Igrejas diante do coronavírus, o que significa aglomeração de pessoas, em situação de extremo risco por causa do coronavírus.

“Sabemos que a Igreja é lugar de refúgio para muitos que se acham amedrontados e desesperados. A fé ajuda a superar angústias e é fator de equilíbrio. Neste momento de tanta aflição, é fundamental que os templos estejam de portas abertas, para receber os abatidos e acolher os desesperados”, diz a bancada.

Os parlamentares argumentam que precisam de orações para enfrentar a pandemia maligna do coronavírus. “Cremos que a fé é uma grande aliada neste grave momento da nação, por isso não podemos limitá-la.”

A bancada evangélica disse dar “apoio irrestrito à decretação do Estado de Calamidade Pública” pelo governo federal. A decisão do governo permite o rompimento da lei de teto de gastos.

“Reiteramos ainda nossa disposição plena de apoiar todas as medidas necessárias que visem garantir a proteção da saúde da população, bem como sua estabilidade social e econômica”.

Os parlamentares também pediram às autoridades dos três poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, “para que deixem de lado eventuais diferenças. Ainda na anota, a bancada pede a união nesta grande batalha em favor da nação.

A nota foi assinada pelo presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE), o deputado federal do Amazonas, Silas Câmara, que ao final fez um apelo aos pastores e líderes do Brasil que façam todo esforço na orientação e prevenção nas suas comunidades contra esta pandemia maligna.