Pastor é morto junto com filho em Burkina Faso

O pastor Tindano Omar, foi morto junto com seu filho e dois sobrinhos

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Pastor Tindano Omar (Foto: Reprodução)

O pastor Tindano Omar e três membros de sua família, foram mortos por extremistas islâmicos no último dia 13 de fevereiro em Burkina Faso, país do Oeste Africano que atualmente vive sob intenso ataques.

O diácono da igreja conhecido por Lankoande Babilibilé, foi assassinado pelos jihadistas em 10 de fevereiro, na noite do sequestro da família. Os militantes roubaram o carro de Babilibilé e usaram para o sequestro da vila de Sebba, no norte de Burkina Faso.

O pastor Tindano Omar, foi morto junto com seu filho e dois sobrinhos. Duas das filhas do pastor, que também foram sequestradas, foram libertadas ilesos. O pastor também deixa três outros filhos que frequentam a universidade em outra região.

Militantes islâmicos estão intensificando ataques assassinos no norte de Burkina Faso. Em 1º de fevereiro, 18 pessoas, incluindo uma enfermeira cristã sênior, foram assassinadas por homens armados militantes na vila de Lamdamol, província de Seno.

Há um clima de medo para os fiéis em Burkina Faso, esse ataque ocorre menos de uma semana depois que homens armados atacam uma igreja evangélica em Nagnounbougou. Pelo menos dois cristãos foram mortos no ataque.

Lankoandé ajudou a estabelecer as primeiras igrejas na região de Sebba, enquanto pastor Omar era o presidente da região de Sebba da Igreja Evangélica, segundo o Barnabas Funds.

“Os cristãos nessas áreas precisam de oração e apoio urgentes”, diz Illia Djadi, analista do Open Doors sobre liberdade de religião ou crença na África Subsaariana. “Eles estão traumatizados e não sabem como lidar com toda essa violência” .