Feliciano vai processar Witzel por decreto contra pastor sobre “homossexualismo”

Para Feliciano, que além de deputado é pastor, o decreto fere a constituição

Deputado Marco Feliciano (Foto: Reprodução)
Deputado Marco Feliciano (Foto: Reprodução)

O deputado e pastor Marco Feliciano, usou as redes sociais para fazer denúncia e dizer que vai processar o governador do (RJ) Wilson Witzel, por decreto que “amordaça” pastores ou padres de pregarem que o “homossexualismo é pecado”.

O decreto foi assinado na semana passada por Witzel, que regulamenta uma lei aprovada em 2015. Para Feliciano, que além de deputado é pastor, o “decreto” fere a constituição e prometeu tomar as devidas providências judicias contra o governador.

Na rede social do Twitter, o pastor e parlamentar evangélico disse: “O gov @wilsonwitzel fez o que nenhum esquerdopata teve coragem até hoje! Por meio do Decreto 46.945 de 18/02/20, na prática tornou ilícito qualquer padre ou pastor pregar que homossexualismo é pecado! Tal decreto é inconstitucional! Tomarei providências judiciais!”.

Feliciano, que já havia antes se posicionado contra o Supremo Tribunal Federal (STF), por criminalizar a homofobia como crime de racismo, em junho do ano passado. Na época disse: “Preparem então as celas, os verdadeiros pregadores do evangelho, não temem a ira dos homens”.