Egito mantém cristão na prisão após pena ser cumprida

O cristão foi condenado por uma publicação no Facebook, que motivou muçulmanos atacar as casas de vários cristãos

Um cristão egípcio preso sob acusação de blasfêmia permanece na prisão, mesmo após ter sua libertação marcada para 22 de janeiro. Abd Adel Bebawy foi condenado a três anos de prisão em 2018, seis meses depois de ser preso em sua cidade natal, Minbal.

O cristão foi condenado por uma publicação no Facebook, que motivou muçulmanos extremistas a atacar as casas de vários cristãos. A família de Bebawy foi deslocada da vila e ainda não pode voltar.

A família de Bebawy, segundo o Christian Concern, o havia visitado na prisão apenas dias antes de sua libertação programada, e todos entendiam que ele seria libertado sem nenhum problema. No entanto, o dia chegou e passou.

Um grupo de outros presos programados para libertação naquela semana ganhou liberdade, mas Bebawy permaneceu na prisão. Foi dito à família que ele não pode ser libertado por causa de condições instáveis ​​no país e que Bebawy está sendo mantido na cadeia para salvá-lo e manter o ambiente calmo.

O Egito é um país oficialmente islâmico e autoritário. Os cristãos são frequentemente alvos de incidentes violentos e sujeitos a discriminação. A liberdade de expressão não existe no Egito, e os cristãos que falam abertamente de sua fé ou mesmo sobre o Islã o fazem sob grande risco pessoal.

Embora o governo seja capaz de controlar muitos aspectos da sociedade, poucos esforços são feitos para proteger os cristãos em suas vidas cotidianas. Infelizmente, culpar as vítimas por ser cristãos é comum em toda a sociedade egípcia.

4 COMENTÁRIOS

  1. Com certeza, Jesus nos alertou sobre perseguição, aflição. E disse:” tende bom ânimo, Eu venci o mundo! ” Se Cristo venceu, nós venceremos também!

    • Amém, Bispo Severo é verdade. Oremos pelos nossos irmãos em Cristo, que são cruelmente perseguidos.

  2. Cabe a nós, cristãos de todo o mundo, orar, interceder continuamente ao nosso Deus e Pai Celestial em favor dos nossos irmãos que são perseguidos por sua fé, amor e obediência a Jesus Cristo! “Muito pode em sua eficácia a súplica do justo” (Tiago 5 .16). Oremos, irmãos, intercedamos junto ao Pai por nosso irmão Abd Adel Bebawys! Let’s pray together! Cabe a nós, cristãos de todo o mundo, e de todos os ramos do Cristianismo, que gozamos de plena liberdade para adorar o nosso Senhor e Deus Jesus Cristo Filho de Deus Salvador, interceder em constante oração por nosso irmão em Cristo Abd Adel Bebawys! OREMOS! “Finalmente, irmãos, orai por nós… para que sejamos livres dos homens perversos e maus, porque a fé não é de todos… O Senhor é fiel; ele vos confirmará e guardará do Maligno” (I Tess. 3. 1-3; ITm 2. 1-2). “ORAI SEM CESSAR!”

    • Amém missionária Milzede. Verdade, devemos nos posicionar diante de Deus pelos cristãos perseguidos, e assim como pelos missionários e evangelistas que atuam em nações islâmicas e asiáticas, e outras mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui