Cristãos superam obstáculos às missões confiando nos habitantes locais

Cristãos superam obstáculos às missões
Missionário com habitantes locais (Foto: Reprodução)

Missionários cristãos da América do Norte, também enfrentam obstáculos para entrar em certos países por causa de governos totalitários, guerras e barreiras linguísticas e culturais. A Global Disciples, diz que o mundo de hoje também oferece novas oportunidades.

Os missionários da Global Disciples, encontram a melhor maneira de espalhar o Evangelho para qualquer cultura: é uma parceria com alguém que nasceu nessa cultura e que entende o idioma, a economia e os costumes.

“Felizmente, nosso mundo está um pouco mais conectado do que talvez 50 anos atrás. Lembro-me de histórias de missionários que ouvi quando criança. Eles empacotaram tudo em uma caixa que na verdade era um caixão porque não pretendiam voltar para casa. Eles seriam enterrados no campo. Agora você pode pegar um avião, pode voltar para casa por alguns meses e depois volte ao seu campo.”

A missionária Barbara*, explica que: “Eles também entendem o contexto histórico que nós viemos de fora, porque eles estiveram lá. Eles viveram a crise. Eles foram os refugiados. Eles passaram por altos e baixos econômicos, entendem como as coisas funcionam em seu país porque viveram a vida toda.”

Os ocidentais que chegam a diferentes países não têm essa perspectiva e, com frequência, não entendem o que é necessário para compartilhar o Evangelho com diferentes culturas.

E é disso que trata o modelo dos Discípulos Globais: treinar pessoas em outras culturas para que possam treinar outras. “Estamos imediatamente olhando para o líder nacional, o cristão no terreno. De fato, agora fazemos muito poucos treinamentos que dependem completamente de um treinador norte-americano estar lá. Se eles estão lá, é mais como consultor.” Acrescenta.

Barbara diz: “Quando se trata da Grande Comissão, às vezes nós, como norte-americanos, temos um pouco de visão míope e esquecemos que Deus não apenas nos deu, mas que deu a todas as pessoas que chamam a nome de Jesus.”

* nome alterado para fins de segurança.