Cristãos na Índia temem por mais ataques hindus em 2020

Nos últimos anos, o hinduísmo extremista cresceu na Índia

Cristãos na Índia temem por mais ataques hindus em 2020
Cristãs indianas na igreja (Foto:Reprodução)

Muitos cristãos na Índia temem por mais ataques de radicais hindus durante este ano, devido ao aumento da violência no país contra as comunidades cristãs. As minorias religiosas estão temerosas do que 2020 pode trazer.

Segundo informações, três cristãos na Índia central passaram o último Natal na prisão após extremistas hindus interromperem um culto e os acusarem de praticar medicina ilegal. Um grupo de famílias cristãs que tiveram que fugir de suas casas depois de serem atacadas estão com medo de voltar.

Histórias como essas estão por trás da 10ª posição da Índia na Lista Mundial da Perseguição 2020. O ano de 2019 foi desafiador para cristãos na Índia. Analistas registraram 447 incidentes dos quais estão cientes e avaliaram a perseguição aos cristãos como extrema.

Saiba mais:

A Índia entrou pela primeira vez no Top10 da Lista Mundial da Perseguição 2019. Desde então, o Partido do Povo Indiano (BJP, da sigla em inglês) que está no governo por meio de Narendra Modi, venceu um segundo mandato em maio de 2019 e continua a promover políticas pró-hindus, levando ao aumento da polarização entre linhas religiosas no país.

Houve ainda relatos de que o governo planeja apresentar um projeto de lei para o parlamento proibindo a conversão religiosa em todo o país. Enquanto a liberdade religiosa é garantida na Constituição indiana, oito estados já têm uma lei anticonversão em vigor que é usada, na maioria das vezes, por grupos hindus, como pretexto para pressionar minorias religiosas.

Enquanto isso, famílias que tiveram que fugir de suas casas encontraram abrigo temporário em outras vilas e igrejas. Por meio de parceiros locais, a Portas Abertas pôde alcançá-las, para orar com elas e ajudá-las com provisões de emergência. O treinamento oferecido pela Portas Abertas também ajuda essas famílias a permanecerem firmes diante da perseguição que experimentam.

“Eu aprendi no seminário de preparação para a perseguição que pessoas ao redor do mundo são perseguidas pela fé cristã, mas permanecem firmes até a morte. Isso inspira a todos nós e nos capacita a continuar fortes”, disse Dinesh, de 58 anos, um dos membros das famílias.

Embora as famílias tenham voltado para suas casas, a oposição continua e elas precisam agir com cuidado. O parceiro local da Portas Abertas continua a ajudá-las por meio de encontros e seminários.

Nos últimos anos, o hinduísmo extremista cresceu na Índia. Nacionalistas hindus trabalham com o governo para uma completa hinduização do país até 2021, e o discurso adotado tem sido: “se você não é hindu, não é indiano”. Com uma doação você fornece itens básicos e estudo bíblico para para que indianos sejam fortalecidas diante da perseguição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui