Professores cristãos são mortos em ataque a escola no Quênia

O grupo terrorista islâmico da Somália atacou o centro de recursos da escola, que abriga os professores.

Siga o Amigo De Cristo no Google News
Professores cristãos são mortos em ataque contra escola no Quênia
Professores cristãos são mortos em ataque contra escola no Quênia

Pelo menos três professores cristãos foram mortos e outro sequestrado por militantes do Al-Shabaab em um ataque na Escola Primária Kamuthe em Garissa, no Quênia, na manhã desta segunda-feira (13).

O grupo terrorista islâmico da Somália atacou o centro de recursos da escola, que abriga os professores. Antes de executar o ataque contra a escola, os terroristas pegaram um mastro de telecomunicações e incendiaram um posto policial local.

Robert Kibutu, um professor que mora perto escola, confirmou que os professores cristãos foram mortos durante o ataque na unidade escolar.

“Meus colegas professores foram mortos a tiros por um número desconhecido de suspeitos da milicia Al Shabaab, que invadiram a escola primária Kamuthe nesta manhã e deixaram uma outra gravemente ferida por dois tiros”. Disse ele.

Nas últimas cinco semanas, o al-Shabaab matou 25 pessoas em Wajir, Lamu, Mandera e Garissa. Em dezembro de 2019, militantes da al-Shabaab pararam um ônibus a caminho de Mandera de Nairóbi e mataram nove cristãos depois que se recusaram a recitar a Shahada Islâmica.

As agências de inteligência de segurança do Quênia, estão em alerta máximo nos próximos dias, enquanto o Quênia marca o assassinato mais mortal de suas forças em 15 de janeiro de 2016 e 15 de janeiro de 2019.

O Al-Shabaab é conhecido por comemorar aniversários executando mais ataques. Em pouco mais de um mês, o Al-Shabab foi acusado de ataques que mataram pelo menos 23 pessoas nas cidades costeiras e nordeste do Quênia.