Menino de 8 anos executa cristão em vídeo do Estado Islâmico

Menino de 8 anos executa cristão em vídeo do Estado Islâmico
Uma captura da foto do vídeo horrível divulgado pelo ISIS mostrando o menino de 8 anos prestes a executar um refém cristão em Borno, na Nigéria.

Um vídeo foi divulgado pela agência de notícias Amaq do ISIS supostamente mostrando a execução de um cristão nigeriano por um jovem do grupo terrorista Estado Islâmico da Província da África Ocidental (ISWAP), saqueando o nordeste da Nigéria.

O cristão executado foi identificado como um estudante da Universidade de Maiduguri, que foi sequestrado pelos atrozes terroristas em 9 de janeiro, quando voltava para a escola. A vítima, Daciya Dalep, era de Langtang, no estado de Plateau.

As imagens horríveis mostram uma criança de cerca de oito anos realizando a execução em uma área externa não identificada de Borno. O lançamento do vídeo coincidiu com a execução de Lawan Andimi, líder da Associação Cristã da Nigéria em Michika LGA do estado de Adamawa.

A criança do vídeo avisa outros cristãos: ‘Não vamos parar até nos vingarmos de todo o sangue que foi derramado.’

Uma imagem tirada da filmagem angustiante foi compartilhada online pelo SITE Intelligence Group, uma organização que monitora a atividade de grupos jihadistas.

A diretora do SITE Intelligence Group, Rita Katz, disse sobre o vídeo: ‘Não há fim para a imoralidade do ISIS.’

De acordo com Katz, o vídeo foi feito em Borno, no nordeste da Nigéria, e o menino é da organização terrorista da Província do Estado Islâmico da África Ocidental (ISWAP).

Embora o ISIS tenha intensificado seus ataques a cristãos nos últimos anos, Katz acrescentou que o vídeo também foi um ‘retrocesso’ aos dias do grupo terrorista, em que crianças realizavam execuções horríveis.

O ISIS costuma usar crianças pequenas, apelidadas de ‘filhotes do califado’, para realizar a matança de prisioneiros em vídeos de propaganda.

A filial da África Ocidental do Estado Islâmico foi formada depois que uma facção se separou do grupo islâmico nigeriano Boko Haram em 2016.

No mês passado, onze reféns cristãos foram supostamente mortos por terroristas do ISWAP em Borno no dia de Natal.

Um vídeo divulgado no mês passado mostrou 13 reféns, 10 considerados cristãos e três muçulmanos. ISWAP alegou que salvou a vida de dois dos muçulmanos

O grupo terrorista disse que matou os prisioneiros para vingar a morte de seus líderes Abu bakr al-Baghdadi e Abul-Hasan Al-Muhajir no Iraque e na Síria.