Homem preso por matar pastor em acidente, aceita Jesus na prisão

Homem culpado por matar pastor em acidente, aceita Jesus na prisão
Homem culpado por matar pastor em acidente, aceita Jesus na prisão

O homem culpado por matar o pastor Claude Williams, em um acidente de carro em 2019, condenado a 21 anos de prisão, aceitou Jesus após ser perdoado pela esposa do pastor e igreja que também o perdoou.

Todd Williams recebeu perdão durante uma visita na prisão do pastor principal da Celebration Church, Dennis Watson, em nome da esposa de Claude Williams e da congregação, contando que logo depois, ele deu sua vida a Cristo.

O pastor Watson, ainda contou que nos meses que se seguiram, ele acompanhou de perto o que estava acontecendo com Todd Williams na prisão, então ele disse que estava precisando de Deus.

“Ele compartilhou comigo que sentiu que sua vida realmente mudou e agora está dizendo aos outros na prisão sobre como o Senhor pode perdoar as pessoas e libertá-las de suas lutas e fortalezas”, contou o pastor.

Todd também disse ao pastor que “quando sair da prisão, ele quer ir às escolas e pedir aos adolescentes que fiquem longe das drogas e álcool, e depositem sua confiança no Senhor”.

O pastor explicou a Todd que o Senhor pode resgatar qualquer pessoa e qualquer coisa com o poder do perdão.

Há esperança para todos, independente dos erros. Para nossa congregação, para a esposa e filhos de Todd Williams, e para a família do falecido pastor Williams, foi uma demonstração de que Deus pode tirar o bem das piores circunstâncias, disse o pastor.

Toda essa circunstância teve grande impacto na igreja, que começou a viver um tempo de perdão e conversões, contou o pastor.

Em 23 de junho, membros e convidados se reuniram em um centro de adoração lotado no campus de Celebration Church em Westbank para o primeiro culto após a morte de Claude Williams.

Durante o culto, 15 pessoas se voltaram para Cristo. Em sua mensagem, Watson disse aos membros que sua participação mostrava sua confiança em Deus e amor pelo pastor Claude Williams e sua família.

David Ford, pastor do campus desde o início de dezembro, disse à Baptist Message que ele e sua esposa, Daniela, são humilhados em honrar o legado de Claude e Twila Williams.

“Nossa oração é a mesma que a deles, para ver o amor de Deus reinar e governar na igreja Westbank”, disse Ford, que serviu como pastor estudantil no campus da Celebration Church em 2015.

Para cada pessoa que tem uma dor, hábito ou desliga, sabe que pode ser curada. Minha esperança é que todos cresçam em relacionamento com Deus e outros, resultando em vidas, lares, comunidades, cidades e mundo mudados. Disse o jovem pastor.

No culto final de 2019, a congregação teve seu segundo maior comparecimento ao culto fora do domingo de Páscoa (434) e batizou quatro novos crentes.

Ford batizou nove novos cristãos em dezembro, elevando para 22 o número de pessoas que agitaram as águas do batistério desde a morte de Claude Williams.

A conversão de Todd Williams – que está cumprindo uma sentença de 21 anos por dirigir seu Chevrolet e matar Claude Williams e mais duas pessoas que ajudavam duas adolescentes a trocarem um pneu furado em 16 de junho – é apenas um exemplo de como Deus trouxe esperança de tragédia.

Dois dias após o acidente, Twila Williams compartilhou na WDSU-TV em Nova Orleans que havia perdoado o homem responsável pela morte do marido. Ela também incentivara seus filhos a fazer o mesmo.

“A Bíblia nos diz para perdoar”, disse ela durante a entrevista na WDSU. “Não estou feliz com o que aconteceu, não ligo para o indivíduo que fez isso, mas tenho que perdoar essa pessoa … Foi assim que meu marido realmente viveu sua vida”, falou.

O pastor Watson, que tinha uma profunda amizade com Claude Williams e continua visitando sua família semanalmente.

“A congregação ficou arrasada, mas permaneceram fiéis enquanto sofriam, passou a oração e buscou o Senhor ao longo dos últimos meses. Deus posicionou a congregação para causar um impacto na Westbank por muitos anos.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui