Estudo revela que negros lê mais a Bíblia do que brancos

Estudo revela que negros lê mais a Bíblia do que brancos
Família lendo a Bíblia (Foto reprodução)

Um estudo revelou que os negros são mais propensos ler Bíblia regularmente, que qualquer outro grupo na América. O Pew Research Center também descobriu que eles eram o grupo com maior probabilidade de ver a Bíblia como a palavra de Deus.

Mais da metade dos negros cristãos e não cristãos disse que lia a Bíblia ou outras escrituras sagradas pelo menos uma vez por semana fora dos cultos, em comparação com 32% dos brancos e 38% dos hispânicos, segundo dados do estudo religioso da paisagem.

Apenas 24% dos negros disseram que “raramente ou nunca” lêem a Bíblia, em comparação com 50% dos brancos e 40% dos hispânicos.

David Masci, escritor sênior do Pew Research Center, explicou de onde pode ter vindo a raiz da devoção dos negros à Bíblia.

A religião, particularmente o cristianismo, desempenhou um papel enorme na história afro-americana. Enquanto a maioria dos africanos trazidos para o Novo Mundo como escravos não eram cristãos quando chegaram.

Segundo Masci, muitos deles e seus descendentes abraçaram o cristianismo, encontrando conforto na mensagem bíblica de igualdade espiritual e libertação, escreveu ele em um artigo.

O estudo também descobriu que os afro-americanos participam de grupos de estudo de oração e de escrituras mais do que brancos e hispânicos.

Nas religiões, os negros nos EUA têm maior probabilidade de participar de grupos de oração ou de estudo das escrituras pelo menos semanalmente (39%) do que os brancos (22%) e hispânicos.