Deus quer que eu seja missionário, diz garoto após arrecadar R$ 500 mil

Acredito que Deus quer que eu seja um missionário de alguma forma , disse o jovem

Deus quer que eu seja missionário, diz garoto após arrecadar R$ 500 mil
Acredito que Deus quer que eu seja um missionário de alguma forma, disse o garoto

O garoto norte americano Carson Rudy, com apenas 14 anos arrecadou mais de R$ 500 mil reais para missões e sonha ser um missionário, ele foi homenageado na BGMC, conferência nacional do Desafio Missionário de Meninos da Assembleia de Deus, nos EUA.

Carson havia levantado US$ 100.000 equivalente a quase 500 mil reais para o BGMC, um programa de missões para crianças que beneficia os missionários da Assembleia de Deus, nos Estados Unidos.

O pai de Carson, Shawn, que é pastor e diretor de ministério de crianças da Igreja IMPACT em Lake Wales, Flórida, lembra como David Boyd, diretor nacional do Desafio Missionário de Meninos da Assembleia de Deus, expressou sua gratidão pelo excelente esforço de Carson.

No entanto, quando Carson estava prestes a “encerrar” o programa infantil da BGMC, Boyd havia instado Carson a continuar seus esforços apoiando o programa de missões, Convoy of Hope, uma extensão missionária da igreja.

“É uma das maiores emoções ver a paixão pelas missões que uma criança recebeu através da BGMC e vê-la ser transferida para elas quando adolescentes nos programas da Speed ​​the Light”, afirma Boyd. “Os adolescentes são um exército que está sendo liberado para fazer coisas incríveis para Deus”

Quando eles saíram da igreja, Carson notou o caminhão do comboio da esperança (COH) tinha um logotipo de Speed ​​the Light. Shawn explicou que a Speed ​​the Light compra caminhões para o comboio da esperança usar em seus esforços de extensão e assistência.

 Caminhão do comboio da esperança (COH)
Caminhão do comboio da esperança (COH)

Os Rudys estavam familiarizados com o comboio da esperança, pois a igreja IMPACT passou por quatro furacões desde 2004. Mas o que eles aprenderam na conferência foi que o COH era mais do que apenas ajuda em desastres; a organização de compaixão também possui um programa de alimentação que fornece refeições para milhares de crianças todos os dias.

É um programa que ensina aos agricultores de países do terceiro mundo quais culturas cultivar e como cultivá-las, outro programa que ajuda a capacitar as mulheres, treinando-as com habilidades comercializáveis, e mais.

Depois de se conectar com alguns líderes do COH na conferência, pai e filho descobriram que um novo caminhão custa cerca de um quarto de milhão de dólares. Carson não piscou.

“Acredito que Deus quer que eu seja um missionário de alguma forma na América do Norte”, diz Carson. “Meu pai me contou que o comboio de esperança responde a desastres nos EUA e no Canadá – talvez seja isso que Deus tem para mim no futuro.”

Quer um dia Carson sirva como missionário na equipe do COH ou não, seu foco agora está em angariar os fundos necessários para comprar um caminhão.

Então, em novembro, Carson e seu pai, iniciaram uma campanha de sete dias em cima de um reboque. A parte superior foi convertida em uma barraca para manter a segurança. Com o esforço, Carson levantou mais de US $ 10.000 em doações e promete aumentar o total, que agora está chegando a US$ 50.000.

“É emocionante o comboio da esperança ouvir as histórias e assistir Carson Rudy em seu esforço para financiar a compra de um caminhão do comboio da esperança através da Speed ​​the Light”, diz Jeff Nene, porta-voz nacional do comboio da esperança.

“Aqui está um jovem que estabeleceu uma meta do tamanho de Deus e assumiu a responsabilidade de fazer tudo o que puder para que essa meta seja alcançada. É difícil imaginar quantas vidas ao redor do mundo serão impactadas com o evangelho, porque um rapaz enfrentou o desafio. Carson me desafia a sonhar maior e confiar em Deus!”, disse Jeff.

Além de as pessoas darem apoio aos esforços de Carson, pela primeira vez ele agora tem um patrocinador nacional.

A Diesel Life, que vende equipamentos para dirigir caminhões, conheceu sobre o que Carson estava fazendo em uma entrevista de rádio e eles decidiram que queriam fazer parte de seu esforço contínuo”, diz Shawn.

Embora arrecadar fundos para o BGMC seja algo que Carson gosta de fazer, ele é rápido em dizer: “Nada disso aconteceria sem a ajuda de Deus”. Ele é um pouco tímido quando se trata de falar sobre como ele arrecada dinheiro”, explica o pai Shawn.