Cristão é condenado a três anos por evangelizar no Irã

Cristão é condenado a três anos por evangelizar no Irã
Cristão é condenado a três anos por evangelizar no Irã

Acusado pelo crime de apostasia, mais um cristão é condenado a três anos de prisão por evangelizar através de celular no Irã, segundo informou o site britânico Article 18, que trabalha pela liberdade religiosa no país.

Ismaeil Maghrebinejad, de 65 anos, recebeu a sentença por “insultar as crenças islâmicas sagradas”. Em janeiro de 2019 ele foi detido enquanto estava em casa, sob as acusações de propaganda contra a república islâmica e participação de um grupo hostil ao regime do país.

Crime de apostasia

A acusação de apostasia poderia resultar em pena de morte, mas ela foi retirada durante uma audiência em novembro do mesmo ano, segundo o Portas Abertas.

O cristão havia criado no Telegram um grupo para propagar o evangelho, o juiz entendeu que o crime configurava como propaganda contra o governo iraniano. Outra situação que prejudicou Ismaeil foi ele ter compartilhado uma piada falando dos líderes religiosos do Irã, via celular.

+ Pastor é condenado a cinco anos de prisão no Irã acusado de apostasia

Então ele foi acusado de “insultar as crenças sagradas islâmicas on-line”. A fiança do cristão aumentou dez vezes quando ele negou, ao juiz, ter insultado a antiga religião, e justificou que até mesmo os líderes religiosos islâmicos divergiam na questão de apostasia. 

Desde o encontro de Ismaeil com Jesus, há 40 anos, ele tem sido assediado pelas forças de segurança do Irã. No último ano, a filha do cristão, Mahsa, acreditava que o pai estava sendo perseguido porque ela e o esposo Nathan pastoreiam iranianos pela internet, enquanto residem nos Estados Unidos.

Perseguição

Outra retaliação que a família enfrentou aconteceu quando a esposa de Ismaeil morreu em 2013, ela não pôde ser enterrada em um cemitério cristão, mesmo sendo convertida desde 1999. Todos os ofícios fúnebres aconteceram de acordo com os ritos muçulmanos, e apenas cinco pessoas tiveram autorização para participar da cerimônia. 

Pedidos de oração

  • Interceda por Ismaeil, para que Deus dê coragem, sabedoria e certeza do amor do pai por ele. Para que ele seja luz mesmo na prisão. 
  • Ore pelos cristãos no Irã que enfrentam forte perseguição diária. Que eles continuem a ser testemunhas de Jesus e tenham experiências com Deus mesmo em situações adversas. 
  • Clame para que os perseguidores de Cristo tenham um encontro especial com ele. Que muitos deles sejam autoridades governamentais e possam ser instrumentos de Deus para mudanças profundas no Irã.

O irã atualmente ocupa a 9ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2020, dos 50 países que os cristãos são mais perseguidos. O cristianismo é considerado uma influência ocidental condenável e uma constante ameaça à identidade islâmica da República do Irã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui