Tiroteio dentro de igreja no Texas deixa dois mortos e um ferido

Tiroteio dentro de igreja no Texas deixa dois mortos e um ferido
Tiroteio dentro de igreja no Texas deixa dois mortos e um ferido

Texas (AP) – Tiroteio dentro de uma igreja no Texas nos (EUA), na manhã de domingo 29, deixa dois mortos e um ferido que foi levado para um hospital em estado crítico, disseram autoridades.

Mais de 240 pessoas estavam na Igreja de Cristo da West Freeway, na cidade de White Settlement, em Fort Worth, durante o culto neste domingo, disseram as autoridades.

Isabel Arreola disse ao Star-Telegram que ela estava sentada perto do atirador e que nunca o tinha visto antes do culto de domingo. Ela disse que ele parecia estar usando um disfarce, talvez uma barba falsa, que o deixava desconfortável.

Ela disse que o homem se levantou, tirou uma espingarda de suas roupas, abriu fogo e foi rapidamente baleado por dois membros da igreja que faziam parte da equipe de segurança voluntária.

“Fiquei tão surpresa porque não sabia que muitos na igreja estavam armados”, disse ela.

Tiffany Wallace disse à emissora de TV KXAS de Dallas que seu pai, Anton “Tony” Wallace, foi uma das pessoas mortas. Ela disse que seu pai era diácono na igreja e acabara de distribuir a comunhão quando o pistoleiro se aproximou dele.

“Corri em direção ao meu pai e a última coisa que lembro é que ele estava pedindo oxigênio e eu estava apenas segurando-o, dizendo que o amava e que ele conseguiria”, disse Wallace.

Tiffany disse que seu pai foi levado às pressas para um hospital, mas não sobreviveu. “Você só se pergunta por que? Como alguém tão mau, o diabo, pode entrar na igreja e fazer isso ”, disse ela.

Em uma entrevista coletiva no domingo à noite, o tenente-governador republicano do Texas, Dan Patrick, disse que o atirador foi morto segundos depois de começar o tiroteio dentro da igreja. Patrick elogiou as leis estaduais sobre armas, incluindo uma medida promulgada este ano que afirmava o direito dos portadores de armas em locais de culto.

Essa lei foi aprovada após um dos piores tiroteios da história do Texas, o massacre de 2017 na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, quando um homem que abriu fogo em uma congregação no domingo de manhã matou mais de duas dúzias de pessoas. Mais tarde, ele se matou.

Os oficiais não divulgaram os nomes das vítimas ou do atirador. O agente do FBI, Matthew DeSarno, disse que estão trabalhando para identificar o motivo do atirador, acrescentando que ele é “relativamente transitório”, mas tem raízes na área.

DeSarno também disse que o atirador havia sido preso várias vezes no passado, mas se recusou a dar detalhes.

Um diácono da igreja disse ao New York Times, que um dos mortos foi um segurança que respondeu ao atirador, chamando-o de amigo querido. “Ele estava tentando fazer o que precisava para proteger o resto de nós”, disse Mike Tinius.

Na transmissão ao vivo do culto da igreja, o atirador pode ser visto levantando de um banco e conversar com alguém na igreja antes de sacar arma e abrir fogo. Os congregantes podem então ser ouvidos gritando e vistos se escondendo sob os bancos ou correndo enquanto os papéis voam para o chão.

O governador republicano Greg Abbott pediu ao Estado que orasse pelas vítimas, seus entes queridos e pela comunidade de White Settlement, cerca de 12 quilômetros a oeste de Fort Worth.

Os locais de culto devem ser sagrados, e sou grato pelos membros de igreja que agiram rapidamente para derrubar o atirador e ajudar a evitar novas perdas de vidas”, disse Abbott em um comunicado no Twitter.

O tiroteio deste domingo no Texas, foi o segundo ataque em reunião religiosa nos EUA em menos de 24 horas. No sábado, um homem esfaqueou cinco pessoas durante a celebração do Hanukkah em uma comunidade judaica ortodoxa ao norte da cidade de Nova York.

Em outro ataque no Texas em 1999, um atirador matou sete pessoas na Igreja Batista Wedgwood em Fort Worth antes de detonar um dispositivo explosivo e se matar.