Pastor é condenado à prisão na China por causa de livros cristãos

Pastor é condenado à prisão na China por causa de livros cristãos
Pastor é condenado à prisão na China por causa de livros cristãos

Um pastor na China foi condenado a quatro anos de prisão, na mais recente repressão ao cristianismo no país, o líder Igreja Early Rain Covenant Church (ERCC), Qin Defu, foi acusado de operações comerciais ilegais, após receber livros cristãos.

De acordo com a organização cristã de liberdade religiosa cristã China Aid, o pastor Defu soube em seu julgamento em 25 de novembro, que estava sendo condenado por causa de 20.000 livros cristãos, que seriam usados em sua igreja.

A prisão do pastor Defu, ocorre depois que as autoridades prometeram a sua família que ele seria libertado se aceitasse um advogado indicado pelo Estado, o que ele fez. Contudo, as autoridades não cumpriram o prometido, e Qin Defu, acabou sendo preso.

O pastor Wang Yi, também se encontra na mesma situação, está presos por ter assumido a culpa sobre os livros. Segundo a China Aid, o advogado especulou que receberia nada menos que uma sentença de 10 anos.

As autoridades apreenderam cerca de 100 membros do ERCC durante a noite de dezembro passado e fecharam a igreja. A maioria deles já foram liberados. Mesmo assim os membros reclamaram que ainda estão enfrentando assédio e ameaças da polícia.

Funcionários, incluindo o diretor Li da delegacia de polícia municipal de Chengdu, devastaram a família de Pei Wenju e Jing Jianan depois que eles enviaram à força quatro de seus filhos legalmente adotados para famílias diferentes”. os papéis de adoção não eram válidos, já que, em parte, as crianças estavam “presas a uma religião maligna”, se referindo à igreja.

O perseguição se intensificou contra os pastores no final do mês passado, segundo relatos, um grupo de autoridades veio à sua casa e disse que a família precisava se mudar logo e ameaçava espancamentos cada vez que a família descia as escadas.

A organização China Aid disse que a água foi cortada no local onde a família está morando, o que deixou uma filha do casal de pastores, profundamente traumatizada.

A China tenta de todas as formas eliminar o cristianismo, opressão e perseguição contra os cristãos no país comunista, já se tornou uma rotina.