Mulher é abandonada com três filhos após aceitar Jesus

De fato, a vida é bastante difícil para mim e para as crianças. Eu percebi que seguir a Jesus não é fácil

Mulher é abandonada com três filhos por aceitar Jesus
Mulher é abandonada com três filhos por aceitar Jesus – Foto representação

Florence Namuyiga, é uma mulher cristã que foi abandonada pelo marido muçulmano com os três filhos após ser descoberto que ela havia aceitado Jesus, depois de participar de uma reunião evangelística organizada pela igreja em Uganda.

Namuyiga, 27 anos, mãe de três filhos na vila de Lwebitati, no centro de Uganda, Kitumbi Parish, no distrito de Mubende, frequentava secretamente os cultos com seus filhos de 2 e 5 anos desde que depositou sua fé em Cristo em 17 de maio. Ela não teve chance de levar o filho de 7 anos até 24 de novembro.

“Naquela noite, enquanto estava em casa, meu filho começou a cantar algumas das músicas cristãs que eram cantadas na igreja”, disse ela ao Morning Star News. “Meu marido começou a me questionar onde tocava esse tipo de música que o filho cantava, mas eu fiquei quieta.

Ele então se voltou para o nosso filho, que narrou o que viu na igreja de homens e mulheres que adoravam juntos em um grande salão. Depois disso, fomos dormir sem comunicação com meu marido.

Em 29 de novembro, seu marido muçulmano conhecido por, Abudalah Nsubuga, 34 anos, disse que tinha que ir às orações das mesquitas de sexta-feira, contou ela.

“Eu recusei”, disse ela. “Ele começou a me bater com paus, socos e pontapés. Quando caí, ele me deixou e foi à mesquita. Comecei a sangrar com ferimentos graves no braço esquerdo. Naquela noite, ele não foi à casa, mas dormiu na casa de uma das esposas.

Na manhã de 30 de novembro, ele apareceu em sua casa, disse ela.

“Ele chegou e pronunciou palavras [rituais islâmicas] de divórcio e ameaçou me matar se eu continuasse na fazenda junto com meus dois filhos”, disse ela. “Lá e então eu deixei a fazenda, deixando todos os meus pertences para trás.”

Após ser abandonada, ela disse que ela e seus três filhos buscaram refúgio em um local não revelado. “Tenho apoiado meus três filhos lavando as roupas das pessoas em torno da vila”, disse Namuyiga.

Seu marido, que tem duas outras esposas, se divorciou dela após oito anos de casamento, disse ela.

“De fato, a vida é bastante difícil para mim e para as crianças. Eu percebi que seguir a Jesus não é fácil. Às vezes, passo noites sem dormir pensando no meu futuro e no dos meus filhos pequenos, especialmente nas taxas escolares.” Disse ela.

A constituição de Uganda e outras leis preveem a liberdade religiosa, incluindo o direito de propagar a fé e converter-se de uma fé para outra. Os muçulmanos representam não mais que 12% da população de Uganda, com altas concentrações nas áreas orientais do país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui