Mais de 1.700 pessoas se rendem a Cristo durante cruzada no Camboja

Mais de 1.700 pessoas se rendem a Cristo durante cruzada no Camboja
Mais de 1.700 pessoas se rendem a Cristo durante cruzada no Camboja

Mais de 1.700 pessoas se rendem a Jesus Cristo, durante cruzada evangelística organizada pela Associação Evangelística Billy Graham no Camboja. Milhares de pessoas participaram do “Festival Love Phnom Penh”, na capital do país.

Em um sermão para mais de 13.000 pessoas no festival, o evangelista Franklin Graham, pregou no final de domingo à noite: “Você sabia que você tem uma alma?” perguntou o evangelista ao mar das pessoas.

“Um dia você morrerá, mas sua alma continuará a viver, sua alma viverá na presença de Deus, ou será separada de Deus. A decisão que você tomar esta noite decidirá onde sua alma passará a eternidade.” Continuou.

Hoje à noite você pode ser perdoado, mas precisa estar disposto a ir a Jesus, disse. “Você tem uma escolha hoje à noite. Você pode aceitar Jesus Cristo ou pode rejeitá-lo.” Disse Graham, na segunda noite do evento.

Na noite de domingo, mais de 800 pessoas avançaram para se reder a Cristo pela primeira vez. “Sinto-me muito feliz e alegre”, declarou uma senhora, depois de tomar a decisão de seguir Jesus.

O Camboja fez um grande progresso em relação à sua atitude à liberdade religiosa. Lembre-se, este é um país mergulhado em perseguição religiosa. Entre 1975-1979, pelo menos 1,5 milhão de pessoas foram assassinadas pelo pelo ditador cambojano Pol Pot.

Milhares e milhares de minorias religiosas foram arrastadas para os “campos de extermínio”, massacrados com picaretas e enterrados em valas comuns. Disse Graham à multidão.

Um fato, é que o tradutor que ajudou passar a mensagem do evangelho aos presentes na cruzada do festival da BGEA, era um homem chamado que foi um dos apenas 200 cristãos que sobreviveram ao genocídio.

A igreja aqui sofreu tanto como resultado do Khmer Vermelho, disse Graham em um vídeo gravado no evento. Quase um terço da população foi assassinada. Hoje, a igreja ressuscitou das cinzas. Veja o que aconteceu aqui, Deus está trabalhando neste país!”

Agora, com mais de 1.700 pessoas cambojanas entregando suas vidas a Jesus no fim de semana, Franklin Graham, espera que este seja o começo de uma nova era para o trabalho evangelístico nesta nação profundamente marcada.

O Camboja é uma nação de maioria budista, com cerca de 95% da população aderindo à religião. A prática de outras religiões no país, no entanto, é permitida.

A lei prevê liberdade de crença e culto religioso, desde que essa liberdade não interfira nas crenças e religiões dos outros, nem viole a ordem e a segurança públicas, de acordo com um relatório do Departamento de Estado do país.