Pastor salva criança que seria sacrificada por feiticeiro na África

Peter Sewakiryanga atua no combate de feiticeiros e resgatar crianças sequestradas para rituais de bruxaria.

Pastor salva criança que seria sacrificada por feiticeiro na África
Pastor salva criança que seria sacrificada por feiticeiro na África

O pastor Peter Sewakiryanga, líder de uma organização cristã que atua no combate de sacrifício de criança e tráfico de seres humanos em Uganda na África, ajudou autoridades de segurança a caçar um feiticeiro que matou um menino de 5 anos de idade.

O Ministério de Assistência à Criança de Kyampisi, fundado pelo pastor Peter Sewakiryanga, que salva crianças sequestradas, revelaram que o culpado foi preso durante uma operação intensiva realizada na noite da última sexta-feira (15), informaram ao portal UGN.

A vítima era o filho de uma mãe já havia que perdido dois de seus filhos pela prática do mal.

A primeira vítima era um garoto se chamava Wilson, 5 anos, morto sacrificada com a língua cortada, segundo afirmou a organização em comunicado.

O primeiro menino desapareceu em 26/09/2019. Nesse caso, a mãe perdeu o segundo e único filho restante também para o sacrifício de crianças , acrescentaram.

O Ministério de Assistência à Criança de Kyampisi observaram que eles tiveram 7 casos relacionados ao sacrifício de crianças em dois meses. “Continuaremos caçando outras pessoas amanhã (16 de novembro de 2019). Por favor, ore pela segurança de nossa equipe que conduz a operação”, disseram eles.

Relatórios mostraram que crianças e adultos em várias partes de Uganda são sequestrados por feiticeiros que os torturam e frequentemente os matam como parte de um sacrifício maligno espiritual.

Os feiticeiros mutilam as crianças e usam seu sangue, tecido ou órgãos em rituais de bruxaria que prometem trazer proteção, prosperidade e boa saúde aos clientes.

Combatendo essa prática terrível está o pastor Peter Sewakiryanga, um ex-contador, que começou a fazer campanha contra o sacrifício de crianças há cerca de uma década e administra o Ministério de Assistência à Criança Kyampisi.

Ele ajuda a reabilitar sobreviventes e aumentar a conscientização sobre a prática maligna, trabalhando com políticos, policiais, promotores e juízes para levar os infratores à justiça.

3 COMENTÁRIOS

  1. Os feiticeiros mutilam as crianças e usam seu sangue, tecido ou órgãos em rituais de bruxaria que prometem trazer proteção, prosperidade e boa saúde aos clientes.
    Como é possível pessoas buscarem prosperidade e boa saúde através do sacrifício de outro ser humano???
    Inconcebível este procedimento.

    • Realmente Gessé. Essas práticas também são condenadas pela Bíblia, a exemplo de Moloque divindade pagã dos moabitas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui