Pastor é assassinado no México em noite violenta dos cartéis

Pastor é assassinado no México em noite violenta dos cartéis
Pastor é assassinado no México em noite violenta dos cartéis

Um pastor de Chihuahua no México, foi morto a tiros dentro de sua caminhonete num cruzamento de um semáforo na cidade de Juarez, na última sexta-feira (15), após o aumento da violência dos cartéis de drogas.

Segundo informou o KTSM News, Salvador Atilano Galaviz Morales 46 anos, era um pastor conhecido por ser músico, estava no carro com outro homem que também foi ferido. Sua condição e identidade não foram divulgadas.

Morales pastoreava uma igreja evangélica em Ciudad Cuauhtemoc, que fica a cinco horas ao sul de Juarez. Ele também era conhecido por postar músicas de adoração no YouTube. A polícia atualmente não tem nenhum suspeito ou motivo para o assassinato.

A morte ocorre na sequência do aumento da violência em Juarez, impulsionada em grande parte pelos cartéis de drogas concorrentes. Mais de 1.200 pessoas foram mortas em Juarez este ano. No início deste mês, o El Paso Times informou que uma “noite mortal de vingança” ocorreu na cidade propagada pelo cartel de drogas Los Mexicles.

“Como todos testemunhamos nas últimas horas, uma onda de violência foi desencadeada em todo o território nacional. É claro que nossa cidade está sendo afetada por esses atos de vingança entre grupos criminosos ”, disse o prefeito de Juarez, Armando Cabada.

O jornal também relatou um adolescente confessando pelo menos seis assassinatos na cidade. Ele teria recebido US$ 180 dos cartéis por cada assassinato. Os cristãos também foram alvo desses ataques, de acordo com o World Watch Monitor.

“Esses grupos [criminosos] estão afetando toda a cidade e especialmente a comunidade cristã, porque somos um povo de paz”, disse Jorge Rodriguez, diretor de assuntos religiosos do Juarez no Christian Post .

Em muitos casos, os abusos nem são relatados, mas temos casos específicos de pastores sendo e filhos de pastores sendo sequestrados, como no caso do pastor Eduardo Garcia e sua família. Diz Rodrigues.

O aumento contínuo da violência no México foi destacado no início deste mês, quando nove membros de uma família mórmon foram baleados, mortos e queimados enquanto a família fazia caravanas pelo país. As autoridades acreditam que a família foi presa entre uma briga territorial entre gangues rivais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui