Mulher excluída por causa da lepra, é curada após aceitar Jesus

Mulher excluída por causa da lepra, é curada após aceitar Jesus
Mulher excluída por causa da lepra, é curada após aceitar Jesus

A lepra nos tempos de Jesus, era uma doença terrível e incurável, a pessoa era excluída da sociedade e ficava isolado. Rabia Rangarajan, é uma mulher que viveu esse drama, e hoje conhece o poder da cura de Deus, tanto física quanto espiritualmente.

A vida dessa mulher foi milagrosamente transformada, depois que o missionário, Pranit Jayaraman, apoiado pelo Gospel for Asia, começou a visitar sua casa para compartilhar o evangelho, e falar sobre Jesus.

Rabia, que seguia uma religião tradicional asiática, viveu uma vida rebelde antes de seu encontro com o pastor Pranit. “Naqueles dias, eu não me importava com o futuro”, lembra ela. “… Tudo que eu queria era aproveitar a vida, mas não encontrei sentido na vida.”

Um dia, Rabia ficou doente. Nos primeiros dias, ela não pensou na doença e ainda trabalhava no campo. Mas no terceiro dia, ela percebeu que sua doença era mais grave. Seu corpo ficou fraco e, eventualmente, ela não conseguiu reunir forças para levantar todas as manhãs. Ela se viu totalmente acamada.

“Como eu estava à beira da morte, meu coração realmente ansiava que alguém viesse me ajudar de alguma maneira”, diz Rabia. “Mas eu mal sabia que Deus tinha um propósito para minha vida. Ele foi gentil o suficiente para me ajudar naquele momento de necessidade.

A ajuda do Senhor chegou quando a cunhada de Rabia, levou o pastor Pranit para visitá-la, o pastor lhe contou sobre Jesus e Seu poder de curar, ela entendeu suas palavras. O pastor Pranit contou à Rabia as Boas Novas e orou por ela, e voltou à visitá-la novamente durante os dias seguintes.

Enquanto Rabia ponderava as palavras de Pranit durante esses dias, sua saúde começou a melhorar. Um dia, ela percebeu que Deus a havia lhe curado totalmente.

Naquele dia, tomei uma sólida decisão de entregar minha vida totalmente a Jesus, foi quando eu percebi que minha vida não pertencia a mim, mas a Deus, comenta ela.

A decisão de Rabia de seguir Jesus, a levou a começar a adorar na igreja em sua aldeia. Hoje ela aos de 55 anos, participa ativamente da vida da igreja e ajuda as outras mulheres, liderar nas funções da Irmandade da Mulher.

Rabia, orou apaixonadamente para que seus familiares, também abrissem seus corações a Jesus. Em Sua incrível bondade, Deus ouviu suas orações: todos eles escolheram entrar no rebanho de Jesus. Agora toda a família assiste regularmente a cultos com Rabia.

Hoje, essa mulher que passou seus dias agradando a si mesma, vive como um exemplo brilhante de seguir a Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui