Garoto que seria transformado em menina, está mais feliz como menino

A mãe desejava administrar bloqueadores da puberdade em James para transição de gênero

Garoto que seria transformado em menina, está mais feliz como menino
Garoto que seria transformado em menina, está mais feliz como menino

O garoto do Texas, James Younger, que seria transformado em menina pela mãe, agora está mais feliz e frequentando a escola como um menino. A batalha do pai pela guarda do menino, ganhou as manchetes dos Estados Unidos, no mês passado.

Na última terça-feira (5) de setembro, a página “Save James” do Facebook publicou fotos de James Younger, de sete anos, e de seu irmão Jude, antes de irem para a escola. A página também publicou uma foto de Jeff Younger em pé com seus dois filhos.

Jeff Younger, o pai do garoto enviou um e-mail ao diretor e os professores de James e Jude, que reportaram dizendo que não havia estresse ou interrupções na sala de aula. Era apenas mais um dia de aula normal na escola. Orações respondida, escreveram os amigos da família Younger na página.

Antes, eles escreveram: “Indo para a escola. É assim que JAMES escolhe, disse o pai em uma foto tirada ontem, pouco antes de irem para igreja. James e Jude têm orgulho de ser homens! Salve James, salve milhares de crianças! Acrescentou.

O menino James com irmão Jude, com o pai  Jeff Younger (Foto:Reprodução/Facebook)
O menino James com irmão Jude, com o pai Jeff Younger (Foto:Reprodução/Facebook)

Como a CBN News noticiou em outubro, Jeff Younger, foi ao tribunal para impedir que sua ex-esposa, Dra. Anne Georgulas, transformasse o filho James em uma menina com o nome de “Luna”. Os documentos do tribunal revelaram que o garoto estava vestido de menina e respondia a esse nome quando estava com a mãe.

No entanto, testemunhas do pai dissram que seu filho escolhe roupas de menino e se chama “James” quando ele está com ele.

Em outubro o júri decidiu contra a custódia exclusiva do pai. Ele lutou por isso porque a mãe estava tentando forçar legalmente o pai a tratar James como uma menina. A mãe desejava administrar bloqueadores da puberdade em James e “hormônios cruzados”, para transição de gênero.

O juiz no caso finalmente deferiu que os pais teriam uma guarda compartilhada sobre o menino.

Embora o juiz no julgamento tenha ordenado que os pais não falassem com a imprensa até James completar 18 anos, a indignação pública foi tanta que até as autoridades estaduais do Texas nos (EUA), disseram que iriam investigar o caso.

Como parte da ordem da mordaça, Younger foi forçado a encerrar o site do Save James. No entanto, seus apoiadores criaram um novo site para homenagear seu filho e também salvar milhares de crianças da castração química através de bloqueadores da puberdade e hormônios sexuais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui