Cristãos perseguidos são lembrados em igrejas iluminadas de vermelho

Cristãos perseguidos são lembrados em igrejas iluminadas de vermelho
Cristãos perseguidos são lembrados em igrejas iluminadas de vermelho – Catedral de Santa Maria, em Sydney

Os cristãos perseguidos, foram lembrados em prédios e igrejas iluminados com luzes da cor vermelha, em várias partes do mundo, num ato de solidariedade às vítimas de perseguição, com o vermelho em memória dos mártires de muitos cristãos.

A campanha anual intitulada RedWednesday – Quarta-feira Vermelha, iluminou vários edifícios do governo em Londres; o Ministério das Relações Exteriores e Commonwealth, a Catedral de Westminster e a residência oficial do Arcebispo de Canterbury, no Palácio Lambeth. 

Várias cidades do Reino Unido iluminaram os edifícios e igrejas, o Mersey Gateway, perto de Liverpool, e o Velódromo Sir Chris Hoy, em Glasgow, também ficaram vermelhos.

A RedWednesday é uma campanha liderada pela instituição de caridade católica de apoio aos cristãos perseguidos, Aid to the Church in Need – Ajuda À Igreja Que Sofre, para destacar a situação das pessoas que sofrem dificuldades, violência ou discriminação por causa de sua fé.

A campanha acontece nos quatro continentes, começando na Austrália com a iluminação de sete catedrais, incluindo as de Sydney e Melbourne. Milhares de prédios na Europa, Londres, Amsterdã, Lisboa, Praga e nos Estados Unidos o Washington DC se juntou à campanha.

Em todo o Reino Unido, foram mais de 120 edifícios serão iluminados em vermelho, incluindo 13 catedrais. Mais de 70 catedrais das Filipinas foram iluminadas em vermelho, também se lembraram das igrejas destruídas e das vidas perdidas pelas mãos de extremistas islâmicos que atacaram Marawi em maio.

Segundo dados levantados, aproximadamente 300 milhões de cristãos em todo o mundo vivem em um ambiente onde são violentamente perseguidos, discriminados e impedidos de praticar livremente sua fé.

A campanha quarta-feira vermelha deste ano acontece depois que um grande relatório do bispo de Truro para o Ministério das Relações Exteriores e da Commonwealth alertou que a perseguição aos cristãos estava atingindo níveis genocídio, em algumas regiões de acordo com o adotado pela ONU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui