Pastor americano é preso na índia por participar de evento cristão

Pastor americano é preso na índia por participar de evento cristão
Pastor americano é preso na índia por participar de evento cristão

O pastor americano Bryan Nerren, líder da House of Prayer Ministries, foi preso no último dia (5), na Índia por participar de duas conferências para os cristãos, acusado de violar a Lei de Gerenciamento de Câmbio do país.

De acordo com o Centro Americano de Direito e Justiça (ACLJ), o pastor Bryan Nerren e outros dois pastores do estado do Tennessee chegaram na Índia no dia 5 de outubro, para participar de duas conferências na Índia e no Nepal.

O ACLJ informou que o pastor Nerren foi então alvejado e preso por agentes da alfândega indiana depois que ele lhes disse que era cristão.

O gerente regional da ICC, William Stark, disse: “Nós, da International Christian Concern, estamos profundamente preocupados com a prisão e detenção do pastor Nerren. Estamos mais preocupados com os relatos de que o pastor Nerren foi alvejado pelas autoridades aduaneiras indianas depois que ele disse que era cristão.

O pastor Nerren foi detido por agentes da alfândega enquanto passava pela segurança de um voo para Bagdogra. O pastor estava carregando fundos para cobrir as despesas das duas conferências, bem como a viagem de duas semanas para ele e os outros pastores.

Os agentes aduaneiros o interrogaram sobre os fundos e seu uso por cerca de uma hora. Segundo relatos, Nerren viaja para a Índia e Nepal há 17 anos para treinar pessoas para se tornarem professores da escola dominical.

Os agentes aduaneiros perguntaram-lhe especificamente se ele era cristão e se os fundos seriam usados ​​para apoiar causas cristãs. Depois de explicar para que era o dinheiro, os agentes alfandegários disseram ao pastor Nerren que ele estava livre para ir.

No entanto, quando pastor Nerren chegou em Bagdogra, ele foi preso e transportado para Siliguri, onde ficou preso por seis dias e negou qualquer visitante, incluindo os do consulado dos EUA.

O artigo 25 da constituição da Índia protege a liberdade religiosa de todos os cidadãos do país. Além disso, o artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos também protege a liberdade religiosa. No entanto, parece que essas proteções estão sendo negadas ao pastor Nerren devido a à sua identidade como cristão. Disse a ACLJ.

Nerren recebeu fiança após seis dias de prisão, mas o juiz manteve seu passaporte e ordenou uma proibição de viagem. A data do tribunal para ouvir o caso do pastor foi marcada para 12 de dezembro.

A perseguição religiosa aumentou na Índia desde que o Partido Bharatiya Janata assumiu o poder. De acordo com a Irmandade Evangélica da Índia, 147 casos de violência religiosa contra cristãos foram documentados em 2014.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui