Gal Gadot atriz de “Mulher Maravilha” anuncia produção de filme cristão

O filme conta a história de uma mulher cristã, que arriscou sua vida para ajudar a salvar mais de 2.500 crianças durante a guerra.

Gal Gadot atriz de “Mulher Maravilha” anuncia produção de filme cristão
Gal Gadot atriz de “Mulher Maravilha” anuncia produção de filme cristão

A atriz de “Mulher Maravilha” Gal Gadot, anuncia a produção de filme cristão baseado na história de uma mulher cristã, que arriscou sua vida para ajudar a salvar mais de 2.500 crianças judias na Polônia ocupada pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial.

Conforme relatado pela primeira vez pela Deadline, Gadot, 34 anos, se uniu ao marido, Jaron Varsano, para formar uma nova empresa de produção chamada Pilot Wave. Pilot Wave está em obras para produzir seu primeiro filme intitulado “Irena Sendler”.

Gal Gadot estrelará como personagem principal do filme e será co-produtor, juntamente com Varsano e Marc Platt que produziu os filmes “Aladdin“, “Mary Poppins Returns” e a série “Legalmente Loira”.

O filme conta a história de Irena Sendler, uma assistente social que também chefiou a seção infantil de otaegota , o Conselho Polonês de Ajuda aos Judeus, segundo à CBN News.

Sendler usou seu papel para entrar no gueto de Varsóvia criado pela Alemanha nazista para a população judaica da cidade e ajudou as crianças a escapar. Sendler e seus parceiros usaram vários métodos para tirar as crianças judias do gueto, incluindo debaixo das macas, através de um antigo tribunal, em caixões e até através de canos de esgoto.

Ela também ajudou a colocar as crianças com famílias cristãs ou em conventos fora do gueto. Ela e seus parceiros falsificaram documentos para fornecer às crianças nomes ou identificações falsas.

Em 1943, Sendler foi presa e torturada na esperança de que desistisse dos nomes de outras pessoas que trabalhavam ao seu lado. Sendler recebeu uma sentença de morte, mas conseguiu escapar depois que um suborno foi pago ao carrasco, de acordo com um site de fatos de Sendler.

“Após sua prisão pela Gestapo durante o auge da guerra, o drama se torna uma corrida contra o tempo para salvar não apenas a si mesma, mas também as identidades dos milhares ocultos que enfrentarão certa execução”, diz uma descrição do filme.

Sendler morreu em 2008 aos 98 anos. Na época de sua morte, Sendler foi homenageada pelo memorial oficial do Holocausto de Israel, Yad Vashem, como um “farol de luz para o mundo, inspirando esperança e restaurando a fé na bondade inata da humanidade”.

O roteiro do filme será escrito por Justine Juel Gillmer, que escreveu o filme de 2020 sobre o sobrevivente de Auschwitz “Harry Haft” e trabalhou em programas como “Os 100” e “Into the Badlands”.

Como produtores, queremos ajudar a trazer histórias que nos inspiraram à vida”, disseram Gal Gadot e Varsano em comunicado, segundo o Deadline. O Pilot Wave criará conteúdo que promova as perspectivas e experiências de pessoas únicas e produzirá histórias impactantes destinadas a inflamar a imaginação.

No anuncio no Instagram, Gal Gadot, disse que está animada e espera ver sua produtora de filmes,  Pilot Wave “decolando”.

@Jaronvarsano e eu estamos trabalhando nisso há algum tempo e mal posso esperar para dar vida a todas as histórias incríveis em que estamos trabalhando com todos os nossos parceiros maravilhosamente talentosos”, escreveu ela.

Gadot nasceu em Israel em uma família judia e serviu nas Forças de Defesa de Israel por dois anos. Ela foi coroada “Miss Israel” em 2004. Varsano e Gadot se casaram em 2008 e têm dois filhos.

Gadot já atuou em filmes como “Velozes e Furiosos”, mas ela se tornou mais conhecida no mundo dos atores. quando ela estrelou como a personagem no filme de 2017 “Mulher Maravilha”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui