Cristã da Igreja Batista é morta após ser sequestrada na Nigéria

Cristã da Igreja Batista é morta após ser sequestrada na Nigéria
Cristã da Igreja Batista é morta após ser sequestrada na Nigéria

Menos de uma semana que pastores muçulmanos Fulani sequestraram seis adolescentes de uma escola cristã no centro da Nigéria, uma mulher cristã da igreja batista foi morta após ser sequestrada com outras quatro pessoas da mesma igreja, disseram fontes.

Pastores muçulmanos Fulani mataram Ezra Haruna, membro da Igreja Batista Godiya na vila de Ungwan Barau, em um ataque à vila perto de Udawa no condado de Chikun, estado de Kaduna, às 4 horas da manhã de segunda-feira (7 de outubro), disse um membro da igreja ao Morning Star News.

Quatro outros membros da igreja, incluindo Jummai Ido, a esposa do pastor da igreja, foram sequestrados no ataque, disse Joseph Umarau, membro da Igreja Batista Godiya.

+ Esposa de pastor é sequestrada e assassinada na Nigéria

“Três outros sequestrados também durante a invasão são Luka Auta, Sale Auta irmãos, e Yakubu Audu”, disse Umaru ao Morning Star News.

Ele disse que os pastores armados invadiram a comunidade e atiraram indiscriminadamente em casas, forçando os moradores a fugir para os arbustos ao redor da vila.

Em 3 de outubro, pastores muçulmanos Fulani sequestraram seis alunas cristãs e dois professores da Engravers ‘College, uma escola secundária administrada por cristãos na vila de Kakau, também no condado de Chikun. Os oito permanecem em cativeiro.

O governador do distrito de Kaduna, Nasir el-Rufai, disse à mídia na sexta-feira (4 de outubro) que “bandidos”, o termo usado por autoridades e a mídia nigeriana relutantes em conectar os sequestros aos seus companheiros tribais Fulani, estão trabalhando ao lado de elementos do grupo extremista islâmico Boko Haram .

“Há três meses, recebemos informações de que os bandidos se conectaram com alguns elementos do Boko Haram, e terão como alvo escolas para sequestrar crianças, porque sabem que é isso que faz a notícia”, disse El-Rufai.

A vila de Kakau fica no cinturão de sequestros do estado a caminho da vila de Kwanti, onde o Morning Star News relatou no ano passado o deslocamento de muitos cristãos devido a sequestros por pastores Fulani armados, segundo moradores da área.

A Nigéria ficou em 12º lugar na Lista Mundial de Portas Abertas de 2019 dos países onde os cristãos sofrem mais perseguições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui