Pastor preso por tentar estuprar menina culpa o demônio

Pastor preso por tentar estuprar menina coloca culpa no demônio
Pastor preso por tentar estuprar menina coloca culpa no demônio

Um pastor preso acusado de tentar estuprar uma menina enquanto ela era membro de sua congregação, colocou à culpa no demônio, segundo comunicado da polícia de Gaithersburg, em Maryland nos EUA.

O pastor Octavio Cantarero, de 42 anos, da Igreja Pentecostal Príncipe De Paz, teria dito à polícia, que demônios dentro da menina o haviam provocado para cometer o crime, segundo informações da Foxnews.

Cantarero foi acusado de tentativa de estupro em segundo grau e outras ofensas sexuais contra uma menor relacionado ao suposto incidente na Igreja Pentecostal Príncipe De Paz, onde ele é pastor, informou a Polícia do Condado de Montgomery em comunicado.

A polícia diz que Cantarero disse à vítima menor, cuja idade não foi revelada, que ela era “muito jovem para morar sozinha” e deu a ela um quarto para ficar na igreja depois que se conheceram.

O pastor supostamente levou a menina para a igreja em 16 de janeiro e mostrou a ela um quarto com uma cama, onde ele teria dito que os dois passariam a noite. A menina teria dito que acordou com Cantarero tentando estuprá-la, mas ela resistiu. A polícia diz que o pastor pediu à menina que não contasse a ninguém e se ofereceu para pagar por suas roupas, aluguel e escola.

A vítima denunciou o suposto incidente à polícia em maio, iniciando uma investigação da Divisão de Vítimas Especiais pelo departamento. A polícia emitiu um mandado de prisão contra Cantarero, em 16 de setembro, antes que ele se entregasse no sábado. Ele está sendo mantido sem vínculo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui