Jovem se salva durante tiroteio após fazer oração para Jesus

Jovem se salva durante tiroteio após fazer oração para Jesus
Jovem se salva durante tiroteio após fazer oração para Jesus

Uma jovem universsitária, conseguiu se salva de um tiroteio que deixou dois estudantes mortos e quatro feridos, após fazer da oração para Jesus, proteção para ela e outras vítimas, na Universidade UNC, da cidade de Charlotte na Carolina do Norte, nos EUA.

No último dia 30, de maio, Rebecca Ince, estava estudando na biblioteca da universidade no preíodo da tarde, quando Trystan Andrew Terrell, 22 anos, abriu fogo em uma sala de aula próxima. Ela lembrou como uma multidão de pessoas entrou na biblioteca gritando “atirador ativo”.

“No começo, eu fiquei completamente chocada e completamente descrente”, vimos na tela os alertas de emergência e dissemos ‘Oh. Isso está acontecendo.’” Disse ela ao canal de notícias WXII12 News.

Imediatamente Ince começou a orar:“Olhei em volta por um momento, incrédulo, e comecei a orar. rezei na minha linguagem de oração, implorei o sangue de Jesus sobre o meu campus e rezei para desarmar todos os espíritos que vieram contra este campus ”, escreveu ela no Twitter .

Filho de pastor morre em tiroteio salvando vidas nos Estados Unidos

Em meio ao caos, Ince, juntamente com outras oito meninas, correu para um centro estudantil e trancou a porta: “Colocamos cadeiras, garrafas de água, pastas pesadas, caixas – qualquer coisa para garantir que a porta fosse fechada”, disse ela.

Sem saber onde estava o suspeito, jovem Rebecca, falou com a mãe por telefone e ouviu uma transmissão de televisão na outra linha. A certa altura, as meninas deram as mãos para orar.

“Todo mundo estava disposto, então todos nos reunimos e a presença de Deus estava seriamente naquela sala”, disse Ince à WSOCTV . “Nós sabíamos que estávamos protegidos e reconhecíamos a presença de Deus e sabíamos que ficaríamos bem.”

Cinqüenta minutos depois, Ince conseguiu sair ilesa. Ela refletiu sobre a provação nas mídias sociais, escrevendo: “TODA A Glória a Jesus Cristo. Estou segura no dormitório dos meus amigos e ainda confortada pelo Espírito Santo. Ele sempre me manteve. Muitas vezes eu deveria ter enlouquecido.”

Ela acrescentou: “algo que venho dizendo o dia todo a mim mesma, e para às pessoas ao meu redor meus amigos e familiares – você não pode atirar contra o sangue de Jesus – é incrível depositar fé no Deus Único, Verdadeiro e Vivo. hoje vivo por causa de Sua graça. ”

Terrell, 22, foi detido na terça-feira e acusado de duas acusações de assassinato e quatro por tentativa de assassinato depois que a polícia e testemunhas dizem que ele começou a disparar uma arma em uma sala de aula cheia de quase 50 alunos.

Um dos dois estudantes mortos no tiroteio, Riley Howell, 21 anos, atacou Terrell e conseguiu derrubá-lo, permitindo que as autoridades que chegaram rapidamente ao local o desarmam, disse a polícia.

O outro aluno morto foi Ellis Parlier, 19, disseram autoridades. Quatro estudantes feridos foram identificados como Drew Pescaro, 19; Sean DeHart, 20; Emily Houpt, 23, e Rami Alramadhan, 20.

O chefe de polícia de Charlotte-Mecklemburgo, Kerr Putney, saudou Howell, especialista em estudos ambientais, como o “primeiro e principal herói” do tiroteio , dizendo que “levou a luta” para o suposto atirador e o derrubou no chão”.

“Seu sacrifício salvou vidas”, disse o chefe.

Natalie Henry-Howell, mãe de Riley, disse que sua família está “além do orgulho” de suas ações.

“Enquanto as crianças corriam para um lado, nosso filho se virou e correu em direção ao atirador”, disse ela ao programa “Today” da NBC . “Se ele estivesse na sala quando algo assim acontecesse e se afastasse, ele não seria capaz de viver consigo mesmo.”

Teddy Howell, irmão de Riley, 14 anos, concordou, dizendo que não havia dúvida de que seu irmão de 21 anos teria feito todo o possível para impedir o assassino. “Ele colocou os outros antes de si”, disse Teddy a “Today”. “Ele sempre fez.”

A irmã de Riley, Iris, 19 anos, disse que o sacrifício de seu irmão não era surpreendente, dado o caráter dele: “Não importava o que acontecesse com ele enquanto os outros saíssem” vivos, ela disse.

As autoridades não deram explicações sobre o motivo e disseram acreditar que Terrell, um major da história que se retirou da UNC Charlotte no início deste semestre, agiu sozinho. Terrell, que não tinha antecedentes criminais, disse a repórteres após sua prisão que “apenas entrou em uma sala de aula e atirou nos caras”.
CMPD CMPD

“Ainda não podemos discernir o porquê”, disse Putney. “A aleatoriedade é o que mais preocupa.”

No Twitter, Ince revelou que, enquanto se escondia no centro estudantil, ela perguntou aos colegas: “Não estamos nos preparando para morrer, mas todos aqui estão salvos? você sabe para onde está indo se morreu?

“Você nunca sabe quando é o seu último dia, confie em Jesus agora”, escreveu ela. “A vida é passageira e inesperada. tudo o que eu já encontrei é que a vida com Cristo é eterna. você vive sua melhor vida aqui e na próxima vida. Ele deve ser confiável, mesmo em tempos como esses.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui