Campina Grande aprova lei que propõe leitura da Bíblia nas escolas

Campina Grande aprova lei que propõe leitura da Bíblia nas escolas
Campina Grande aprova lei que propõe leitura da Bíblia nas escolas

Câmara de Vereadores de Campina Grande, aprova lei sancionada pelo prefeito Romero Rodrigues que propõe a leitura da Bíblia nas escolas públicas e particulares do municipio, foi sancionada na última segunda-feira (2).

O texto aprovado da lei de N° 7.280, foi publicado no Semanário Oficial do município e estabelece que Executivo Municipal deve regulamentar, em 60 dias, a aplicação da lei, nas unidades de ensino da cidade.

De acordo com vereador Saulo Noronha, propositor da lei, a Bíblia é um livro que possui ensinamentos universais, geográficos e culturais que devem ser repassados aos estudantes. O parlamentar defende ainda que a medida não se contrapõe ao Estado laico.

+ Vereador quer leitura da Bíblia obrigatória nas escolas de Camboriú

“Este projeto é de cunho educacional e não religioso, a leitura bíblica proporcionará aos alunos fundamentos históricos e sua iniciativa não se contrapõe ao Estado laico”, discorre o projeto, apresentado ano passado na Câmara.

O representante do Sindicato das Escolas Particulares de Campina Grande, professor Antônio Andrade, disse que ainda vai examinar o conteúdo da lei para debater o assunto com os demais membros.

O Estado brasileiro não possui uma religião oficial, embora a maior parte da população seja cristã. O inciso VI, do artigo 5º da Constituição Federal assegura a livre manifestação de crenças e diferentes religiões.

De acordo com o documento, “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

(Com G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui