Bolsonaro ataca França e defende soberania da Amazônia na ONU

Assista o vídeo do discurso de Bolsonaro na ONU

Bolsonaro ataca França e defende soberania da Amazônia na ONU
Bolsonaro ataca França e defende soberania da Amazônia na ONU

O presidente Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (24), atacou a França e defendeu a soberania da Amazônia como direito do Brasil e que deve ser respeitado, em dicurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) nos EUA.

Após o episódio polêmico protagonizado pela França nas falas de seu mandatário Emmanuel Macron, sobre as queimadas na Amazônia, Bolsonaro deu o troco e rechaçou a França, Alemanha, e não poupou a própria anfitriã (ONU) Organização Nações Unidas.

Em seu discurso, criticou fortemente esquemas de ONGS patrocinadas por países da europa ocidental, com apoio de caciques de tribos indigenas da Amazônia, que não passa de um monopólio do cacique, Raoni Metuktire, líder indígena brasileiro da etnia caiapó. É conhecido internacionalmente por sua luta pela preservação da Amazônia.

O presidente também negou que a floresta esteja queimando, como foi divulgado por vários veículos de imprensa nacional e internacional, mas reconheceu que essa época do ano por causa da seca, acontece mais queimadas.

Bolsonaro também falou sobre a liberdade religiosa e a importância da defesa dos direitos de manifestação de crença e livre pensamento.

Ele também não deixou de criticar o socialismo de seu antecessor, e enalteceu o Juíz Sérgio Moro pelo seu trabalho em colocar atrás das grades o governo anterior, que em sua fala foi reponsável por instalar no Brasil a corrupção generalizada.

Assista o vídeo do discurso de Bolsonaro na ONU:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui