STF terá ministro “terrivelmente evangélico”, diz Bolsonaro

Eu também sou terrivelmente cristão.

STF terá ministro "terrivelmente evangélico", diz Bolsonaro
STF terá ministro “terrivelmente evangélico”, diz Bolsonaro

O Supremo Tribunal Federal (STF), terá um ministro “terrivelmente evangélico”, disse o presidente Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira (10). A declaração foi durante um culto da Frente Parlamentar Evangélica, que acontece na Câmara dos Deputados, e gerou muitos aplausos do público.

Poderei indicar dois ministros ao STF, um deles terrivelmente evangélico, disse. “Nós, aqui, enquanto parlamentares, respeitamos a todas as instituições, mas é ao povo que devemos lealdade. Eu agradeço a Deus por esse momento, pela minha vida e pela missão, que será cumprida ao lado de pessoas maravilhosas, que são todos vocês aqui, em especial deputados e senadores.

Aí fora temos problemas, em grande parte, a solução passa por nós, e tenho certeza que, com o pensamento no bem, no próximo e naquele que nos deu a vida, nós daremos a devida satisfação a esses brasileiros maravilhosos que nos botaram dentro dessa casa”, continuou o presidente.

Essa não foi a primeira vez que Bolsonaro menciona a vontade de escolher um ministro evangélico para o cargo. Em 31 de maio, durante um to na Assembleia de Deus Ministério Madureira, em Goiânia (GO), ele já havia sugerido a ideia.

Eu também sou terrivelmente cristão. Então, com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, eu pergunto: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico? Cristão assumido? Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com religião.

Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos, um tem que respeitar o outro. Será que não está na hora de termos um ministro no Supremo Tribunal Federal evangélico?, disse Bolsonaro, à época em Goiânia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui