Pastor chinês comete suicídio por causa da perseguição na China

Pastor chinês comete suicídio por causa da perseguição na China
Pastor chinês comete suicídio por causa da perseguição na China

Um pastor chinês comete suicídio, após se declarar cansado da perseguição que a igreja sofre na China, o líder religioso pulou de um prédio no último dia 17, de julho na província de Henan.

O pastor, Song Yongsheng, era líder de uma igreja controlada pelo governo na província chinesa de Henan, se jogou do telhado depois de dizer que foi “um fracasso” tentar trabalhar com o governo.

O governo chinês aplica políticas estritas em torno da prática da religião e exige que qualquer igreja que funcione seja registrada no Departamento de Assuntos Religiosos, o que efetivamente as mantém alinhadas com os ideais comunistas.

De acordo com a China Aid, Song foi o presidente do Movimento Patriótico dos Três Autos de Shangqiu (TSPM) e o presidente do Conselho Cristão da China (CCC) – as organizações oficiais do governo que regulam o coletivo de igrejas aprovado pelo estado.

O pastor deixou uma carta-testamento, dizendo que tentou convencer as autoridades chinesas a abrir um caminho para o movimento de todas as igrejas, a fim de melhorar o bem-estar das igrejas, sem registro ou não, e fazer a ponte entre os dois.

Esse objetivo tornou-se impossível de ser alcançado, com as autoridades permanecendo comprometidas em criminalizar os cristãos que se recusaram a se curvar diante do governo.

O controle constante por parte do governo chinês, a opressão e a falta de cooperação demonstrada pelo regime comunista o deixaram “exausto”, escreveu escreveu o pastor na carta antes de cometer o suicídio.

A esposa do pastor publicou algumas mensagens para dizer que seu marido jejuou quatro dias antes de morrer. O corpo foi cremado em 19 de julho e somente a presença de dois representantes da igreja foi permitida.

O governo chinês proibiu a família e os fiéis de realizar serviços funerários públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui