Coréia do Norte é o principal perseguidor dos cristãos no mundo

História dos cristãos na Coréia do Norte

Coréia do Norte é o principal perseguidor dos cristãos no mundo
Coréia do Norte é o principal perseguidor dos cristãos no mundo

A Coréia do Norte é o principal perseguidor dos cristãos no mundo, denunciou o presidente da Wolrd Help, Vernon Brewer, ao presidente americano, Donald Trump, em reunião sobre a liberdade religiosa, que acontenceu em Washington, nos Esatados Unidos.

Nessa semana, Donal Trump, recebeu várias vítimas de perseguição religiosa, diplomatas estrangeiros, especialistas e líderes da sociedade civil para tratar das questões mais urgentes que afetam a liberdade religiosa em todo o mundo.

Entre as preocupações mais urgentes, está a falta de liberdade religiosa na Coréia do Norte.

Eu viajei para a Coreia do Norte e escrevi antes sobre o tratamento que o regime ditador norte-coreano faz com os cristãos, acredita-se que dezenas de milhares – senão centenas de milhares – de cristãos sejam mantidos em campos de prisioneiros políticos.

O regime os sujeita a trabalhos forçados, tortura e abuso sexual. Simplesmente possuir uma Bíblia pode levar um cristão a um desses campos, afirmou.

+ Coreia do Norte tem mais medo de cristãos do que armas nucleares

+ Os piores lugares do mundo para viver como cristão

O líder norte-coreano Kim Jong Un e seu pai antes dele, Kim Jong Il, atacaram o cristianismo, tratando-o como uma ameaça de câncer à identidade nacional norte-coreana. Mas sua animosidade em relação ao cristianismo é terrivelmente mal orientada, destaca Brewer.

Apesar de receber oposição constante desde a sua chegada na península, o cristianismo desempenhou um papel fundamental na vida nacional coreana moderna. Em nenhum lugar isso é mais evidente do que na luta da Coréia pela independência do Japão.

História dos cristãos na Coréia do Norte

Recontando o envolvimento dos cristãos na independência da Coréia, um ex-diplomata norte-americano escreve : “A primeira geração de cristãos coreanos se tornou o principal líder do movimento de independência e estabeleceu uma conexão entre a identidade nacional coreana e o cristianismo que continuou no século XXI. “

Tal foi a influência do cristianismo que no início do século 20 Pyongyang foi chamado de “Jerusalém do Oriente”. Até mesmo a família Kim foi tocada por ele – o pai de Kim Jong Il era um cristão e seu sogro era um ministro presbiteriano.

Enquanto o regime de Kim pode ver a liberdade religiosa como uma ameaça à Coreia do Norte, a história da Península Coreana diz o contrário. De fato, historiadores descobriram que depois da Guerra da Coréia, que dividiu a península em dois, a economia sul-coreana cresceu em um ritmo impressionante, ao mesmo tempo em que sua população cristã cresceu.

Vendo o sofrimento dos cristãos na Coreia do Norte, nossa organização, a World Help, lançou uma campanha para fornecer Bíblias para eles. Por que Bíblias em vez de comida, roupa ou outra ajuda humanitária? As Bíblias são o maior pedido dos cristãos neste país fechado.

Sempre que falamos com desertores, eles se certificam de que entendemos que os cristãos na Coréia do Norte querem mais do que qualquer coisa nossas orações e acesso às Escrituras.

Nos últimos dois anos, através da ajuda de doadores generosos, nossa organização levantou fundos para fornecer dezenas de milhares de Bíblias para cristãos na Coréia do Norte. Estimamos que uma única Bíblia pode afetar até cinco pessoas, por isso nossos esforços estão tocando centenas de milhares de vidas.

Ainda estamos trabalhando para fornecer Bíblias, e outros podem se juntar a nós em nossos esforços. Porque se os cristãos norte-coreanos estão dispostos a arriscar ser enviados para a prisão apenas para manter uma Bíblia, estamos dispostos a fazer tudo o que pudermos para ajudá-los a colocar as mãos em uma.

Minha esperança esta semana é que nos lembremos do povo norte-coreano e do seu sofrimento. Devemos continuar trabalhando e orando em direção ao dia em que eles poderão praticar sua fé sem medo de repressão ou violência, concluiu Vernon Brewer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui