Cidade italiana irá multar quem usar o nome de Deus em vão

"Com esta lei você não poderá ofender qualquer religião, temos que respeitar os fiéis."

Cidade italiana irá multar quem usar o nome de Deus em vão
Cidade italiana irá multar quem usar o nome de Deus em vão

Uma cidade italiana irá multar os moradores que usar o nome de Deus em vão, uma nova lei anti-blasfêmia foi criada para proteger a pluralidade religiosa na cidade, disse o presfeito.

O conselho da comuna de Saonara, uma cidade com 10.000 habitantes nos arredores de Pádua, introduziu uma nova lei que torna ilegal “blasfemar contra qualquer religião ou credo religioso” com linguagem chula em público.

O prefeito, Walter Stefan, disse que a nova lei foi criada para se livrar do comportamento não civilizado e promover a decência pública. “A blasfêmia é ofensiva, me ofende”, disse o católico Stefan ao The Telegraph na sexta-feira.

“Com esta lei você não poderá ofender qualquer religião, temos que respeitar os fiéis.”

O prefeito, um católico praticante, disse que a lei não foi projetada para proteger apenas o cristianismo, mas todas as religiões. “É válido para Alá, Buda ou Maomé”, disse ele.

A proibição da blasfêmia faz parte de uma lei local de longo alcance que visa combater o comportamento incivil. Ele inclui 75 artigos com pesadas sanções para aqueles que cortam o gramado fora das horas designadas, andam com o cão sem coleira ou jogam lixo em locais públicos.

“Tomamos uma série de medidas para conter todas as atividades incivilizadas que dificultam a coexistência”, disse Stefan.

“Não será mais possível cortar o gramado em certos momentos, os cães devem ser mantidos na coleira e aqueles que são blasfemos pagarão as consequências. “Queremos enviar uma mensagem de que o comportamento incorreto não será mais tolerado”. Disse o prefeito.

Stefan, pai de três filhos, não está alinhado com nenhum partido político importante e é prefeito da cidade desde 2012. Ele foi reeleito em 2017 com 52,2% dos votos.

Ele disse que panfletos em quatro idiomas, incluindo chinês e romeno, serão enviados aos moradores em setembro para informá-los sobre as novas multas.

“Pode haver problemas maiores por aí, mas não podemos considerar a civilidade banal”, afirmou. “Se deixarmos isso de lado, os jovens se tornarão loucos.

“Queremos criar uma comunidade cortês e comportamento que evite conflitos.”

Omero Badon, um conselheiro local do Movimento Cinco Estrelas, disse que apoiava a lei, mas não sabia se as multas seriam suficientes para melhorar o comportamento, especialmente dos jovens, na comunidade.

A blasfêmia foi descriminalizada na Itália em 1999, mas certas sanções permanecem por ofensas contra a “divindade”. Em dezembro do ano passado, um homem foi multado em 100 euros por blasfêmia em frente a uma escola em Albisola Superiore, perto de Savona.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui