Homem que enfrenta julgamento no incêndio da igreja de Belém diz que ele estava “bravo com Deus”

Homem que enfrenta julgamento no incêndio da igreja de Belém diz que ele estava “bravo com Deus”

Wilmer Jose Ortiz Torres, 43, é um ex-membro da Igreja Pentecostal De Bethlehem em Pembroke Road. Ortiz Torres é acusado de incêndio criminoso, roubo e invasão criminosa. Depois que Ortiz Torres renunciou ao seu direito a uma audiência preliminar – um movimento que normalmente reconhece que os promotores têm provas suficientes para merecer acusações – ele falou brevemente com a mídia.

Quando perguntado se ele acendeu o fogo, Ortiz Torres disse sim e que ele estava “bravo com Deus”. O advogado de Ortiz Torres, Edward Andres, e o procurador distrital assistente Jim Agostinho se recusaram a comentar após a breve audiência diante do juiz distrital Nicholas Englesson.

Autoridades da Igreja não comentaram sobre a prisão de Ortiz Torres.

De acordo com um depoimento, o vídeo das câmeras da Bethlehem Housing Authority em toda a Pembroke Road, da igreja, e de um posto de gasolina vizinho, levou à prisão. Tasha Collazo, neta do pastor, reconheceu o Torres nos vídeos como “Wilmer” e levou a polícia à sua página no Facebook, segundo o documento.

O depoimento disse que os bombeiros que responderam ao primeiro incêndio encontraram uma janela da frente quebrada e uma porta traseira parcialmente aberta. Além disso, a porta de vidro da frente para a área de adoração, onde o incêndio começou e causou o maior dano. Um cão policial indicou a presença de aceleradores.

A polícia descobriu uma câmera no Fritz Drive e o Essex Court havia pegado o segundo incêndio. O vídeo mostrou um homem andando na área por quase duas horas, indo e voltando do posto de gasolina em 1118 Pembroke Road várias vezes, de acordo com o depoimento.

Imagens de câmeras no posto de gasolina mostraram o mesmo homem, a quem Collazo reconheceu, diz o depoimento. Os detetives compararam uma imagem em quadro-morto dos vídeos a uma foto do Facebook e a um cartão de identificação emitido pelo estado e concluíram que todos mostravam Ortiz Torres.

A igreja, é uma congregação majoritariamente hispânica de cerca de 150 pessoas, foi fundada há 50 anos pelo falecido Dario Cruz. Ele se mudou para o prédio em 2000, poucos meses depois da morte de Cruz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui