Feliciano diz que Bolsonaro vai editar ato para impostos de igrejas

Feliciano diz que Bolsonaro vai editar ato para impostos de igrejas
Feliciano diz que Bolsonaro vai editar ato para impostos de igrejas

O deputado Federal do Marco Feliciano (Pode-SP), disse nessa terça-feria 14, antes de embrarcar para os Estados Unidos com Jair Bolsonaro, que o presidente vai editar um ato para cobrança de impostos de igrejas.

Feliciano participou de uma reunião nessa terça-feria (14), com o presidente Jair Bolsonaro, e lideranças evangélicas com o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, onde decidiram que o governo vai editar um ato para “simplificar cobranças” que incidem sobre as igrejas.

“Pelos próximos dias deve surgir aí um ato normativo para consertar algumas coisas que estão fora do eixo”, afirmou.

O assunto sobre a taxação de impostos de igrejas, veio à tona após a declaração do secretário Marcos Cintra à Folha, o que gerou uma reação imediata dos evangélicos, que cobraram explicações de Bolsonaro.

+Pastor Silas Malafaia crítica criação de novo imposto para Igrejas

Feliciano explica que a imunidade de cobranças das igrejas é garantida pela Constituição Federal, mas que governos anteriores criaram mecanismos que geraram cobranças às instituições.

O deputado disse que o grupo levou um contador para o encontro, que se estendeu por mais de duas horas, para apresentar uma série de pedidos.

O presidente Jair Bolsonaro, chegou a corrigir a fala do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, sobre a criação de um novo imposto, em que igrejas estariam iclusas, e declarou que em seu governo nenhum imposto novo será criado, em especial contra Igrejas.

Mas contudo, o que se precebe, é que o secretário não foi mal interpretado como afimou após deflagrar o assunto, que gerou debates entre lideranças evangélicas, cada vez mais fica claro, a intenção de se criar um novo tributo.

Com informações Folha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui