fbpx
Siga-Nos

Mundo Cristão

Cristãos são o grupo religioso mais perseguido, diz relatório

Publicado:

em

- Atualizado:
Cristãos são o grupo religioso mais perseguido, diz relatório

Cristãos são o grupo religioso mais perseguido, diz relatório

A perseguição religiosa que assola os países ao redor do mundo, revela que os cristãos são o grupo religioso mais perseguido, diz o relatório anual sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) dos EUA, que aponta os países onde a perseguição religiosa está em ascensão.

Birmânia, República Centro-Africana, China, Eritréia, Irã, Nigéria, Coréia do Norte, Paquistão, Rússia, Arábia Saudita, Sudão, Síria, Tadjiquistão, Turcomenistão, Uzbequistão e Vietnã são onde as pessoas de fé enfrentam as formas mais agressivas e violentas de perseguição.

Gary Bauer, um dos comissários da USCIRF, está particularmente preocupado com a inclusão da China na lista, por causa da influência que o país exerce.

A China é uma potência em ascensão, a economia está crescendo a cada ano, suas forças armadas estão se expandindo. Tem ambições mundiais e em todos os lugares ela está trazendo esses valores de perseguição junto com eles”, disse ele à CBN News.

Os chamados países de “segundo nível” são o Afeganistão, o Azerbaijão, o Bahrein, Cuba, o Egito, a Índia, a Indonésia, o Iraque, o Cazaquistão, o Laos, a Malásia e a Turquia, aliada da OTAN dos EUA.

A Turquia, é claro, fez manchetes internacionais por manter o pastor americano Andrew Brunson refém por quase dois anos antes de libertá-lo em 2018.

“Uma das coisas em que a comissão está realmente preocupada, não é apenas quando há governos perpetrando violência, mas quando os governos estão tolerando a perpetração da violência”, disse a Comissária Anurima Bhargava, da USCIRF, à CBN News após a divulgação do relatório.

Segundo Gary Bauer, este relatório é o único em que comissários da USCIRF não são sobrecarregados pela diplomacia. Ao contrário de muitos Departamento de Estado, esses observadores são livres para dizer como eles o vêem.

“Como comissão, acreditamos que nenhuma pessoa independente de sua fé, deve ter medo dentro de seu templo de culto”, diz o Comissário Tony Perkins.

Para os cristãos ao redor do mundo, a situação é especialmente terrível. “Os cristãos são o grupo religioso mais perseguido do mundo, e está aumentado”, diz Bauer.

Em seu relatório, a comissão pede ao presidente Trump que nomeie um conselheiro especial para a liberdade religiosa internacional, para segmentar os principais perseguidores com sanções, e fazer investimentos no Departamento de Estado, para ajudar as igrejas a se protegerem.

“As igrejas, que são alvos fáceis, tornaram-se alvos de terroristas e, por isso, acreditamos que seria um papel muito efetivo dos EUA, apoiar esses países, fornecendo treinamento aos policiais, agências de aplicação da lei, para que promovam a segurança dos templos”, disse o comissário cristão Tony Perkins.

Para tantas pessoas perseguidas ao redor do mundo, encontrar tolerância religiosa é cada vez mais, uma questão de vida ou morte, concluiu.

Advertisement
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Música Gopel

Advertisement

Facebook

Trending