fbpx
Siga-Nos

Cristianismo

Crescimento do Cristianismo no Irã preocupa ministro iraniano

Publicado:

em

Crescimento do Cristianismo no Irã preocupa ministro iraniano

Crescimento do Cristianismo no Irã preocupa ministro iraniano, Mahmoud Alavi

Ministro da Inteligência iraniana, Mahmoud Alavi, relatou sua preocupação sobre crescimento do cristianismo em partes do Irã, em um discurso para rabinos xiitas na celebração do Ramadã em Qom.

O discurso do ministro, aconteceu após divergências entre rabinos muçulmanos Xiitas e fiéis, onde ele ressaltou que a tarefa da Inteligência, não é fazer a propagação do Islã, mas disse que vai trabalhar pela união, para conter as áreas, onde o crescimento do Cristianismo está acontecendo no país.

Não tivemos outra escolha, ha não ser em chama-los para consulta-los por que estavam se convertendo, alguns deles disseram que estavam em busca de uma religião que lhes desse paz. Dissemos a eles que o Islã é a religião da fraternidade e da paz. Eles responderam dizendo:

‘Todo o tempo vemos clérigos muçulmanos e aqueles que pregam do púlpito falar uns contra os outros. Se o Islã é a religião da cordialidade, então antes de qualquer outra coisa, deve haver cordialidade e paz entre os próprios clérigos”.

“Não é tarefa da Agência de Inteligência encontrar as origens dessas conversões que estão saindo do Islã. Mas está acontecendo bem diante de nossos olhos“, disse Mahmoud Alavi.

Perseguião no irã

A perseguição contra os cristãos no Irã é amplamente notória e divulgada, o país ocupa a 9° posição entre os principais perseguidores de cristãos do mundo, de acordo com a Open Doors USA. Cristãos no Irã são proibidos de compartilhar sua fé com os não-cristãos.

As igrejas registradas na República Islâmica do Irã, também são proibidas de realizar cultos no idioma oficial persa do Irã.

*Com informações CBNNews
Amigo De Cristo – Notícias com um olhar cristão

Advertisement
2 Comentários

2 Comentários

  1. Xavier

    9 de maio de 2019 at 14:14

    Este ministro está perder tempo. Ele devia aceitar a Cristo. Perseguir cristãos é perder tempo. Os cristãos sempre foram perseguidos e mortos, mas isso não travou o evangelho. Matar cristão é perder tempo, Cristo morreu por nós e nos intercede diariamente. Matar cristãos é lhes fazerem chegar a Cristo muito cedo. Este ministro vai perder o reino de Deus e ser julgado por Irao, um território que nasceu juntamente com outros países sem intervenção dele. O mundo e as pessoas pertencem a Deus.

    • Amigo De Cristo

      9 de maio de 2019 at 14:40

      Realmente Xavier concordo com você, o Apóstolo Paulo ele mesmo disse em; Filipenses 1,21: “o viver é Cristo e o morrer é lucro’

Deixe uma resposta

Música Gopel

Advertisement

Facebook

Trending