Michelle Bolsonaro chora ao conhecer história de jovem com doença rara

Michelle Bolsonaro vai às lágrimas ao encontrar jovem com doença rara

Michelle Bolsonaro chora ao conhecer história de jovem com doença rara
Michelle Bolsonaro chora ao conhecer história de jovem com doença rara

A primeira dama Michelle Bolsonaro, chorou nesta terça-feira (03/04), ao conhecer a história de um jovem que sofre de uma doença rara, durante sua visita à projetos sociais na cidade de Campina Grande, na Paraíba, em sua primeira viagem oficial como primeira-dama.

Michelle não se conteve e foi às lágrimas com a história e a determinação do jovem Leryston Matheus, de 21 anos. Eles conversaram e cantaram juntos a música “Tudo É do pai”, de Padre Fabio de Melo. Leleu Matheus, como prefere ser chamado, sofre de uma doença rara, a Epidermólise bolhosa.

Em sua visita à cidade paraibana, a primeira-dama visitou centros de atendimento de crianças com microcefalia que têm convênio com o governo federal. Michelle teve a companhia da primeira-dama de Campina Grande, Michele Rodrigues.

Veja também:

Michelle Bolsonaro vai às lágrimas em culto de Igreja no Rio de Janeiro

O jovem Leryston Mateus, o Leleu guerreiro

Michelle Bolsonaro com Jovem que sofre de doença rara
Michelle Bolsonaro com Jovem que sofre de doença rara

Leleu tem 21 anos e começou um canal no Youtube há uma semana. Por lá, ele compartilha vídeos cantando, explicações sobre doenças raras e uma pequena apresentação de sua vida. O jovem tem mais de dez mil seguidores no Instagram e é um verdadeiro fenômeno das redes sociais.

Epidermólise bolhosa é uma doença rara e grave do tecido conjuntivo e ainda não tem cura. A enfermidade é caracteriza por uma sensibilidade acentuada na pele e na mucosa, com formação de bolhas.

O encontro entre Michelle Bolsonaro e Leleu aconteceu no Bairro do Alto Branco, quando a primeira dama e o Ministro da Cidadania Osmar Terra realizavam uma visita agendada a uma família assistida pelo programa Criança Feliz. *Informações Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui