Homem é preso por incendiar três Igrejas Batista nos EUA

Os fíeis das igrejas incendiadas são maioria da comunida negra americana

Homem é preso acusado de incendiar três Igrejas Batista nos EUA
Homem é preso acusado de incendiar três Igrejas Batista nos EUA

Um homem foi preso após ser acusado de incendiar três igrejas Batista, frequentadas pela comunidade negra no sul do Estado norte-americano de Louisiana, nos Estados Unidos. A prisão foi confirmada por um procurador federal na quarta-feira (10).

“Um suspeito foi identificado em conexão com três igrejas incendiadas em Opelousas, em Louisiana, e está sob custódia”, disse David Joseph, procurador do distrito oeste de Louisiana, em um comunicado.

Autoridades afirmaram neste mês, que encontraram “padrões” suspeitos em incêndios ocorridos em três igrejas entre 26 de março a 4 de abril na região, a cerca de 160 quilômetros a noroeste de Nova Orleans.

Os incêndios destruíram a Igreja Batista de St. Mary, na comunidade de Port Barre, a Igreja Batista da União Maior e a Igreja Batista Mount Pleasant, em Opelousas.

Todas as igrejas em sua maioria, os fiéis são da comunidade evangélica negra, o que tem levantando a suspeita das autoridades de que os incêndios poderiam ter sido crimes de ódio motivados por raça, ou seja, crime de racismo.

Outro lado mundo

Um caso parecido aconteceu na Nova Zelandia, o baterista uma banda de black metal, foi preso após ser acusado de incendiar dois templos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que ficaram totalmente destruídos.

*Informações Reuters

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui