Evangélicos impedem pessoas de cometer suicídio em ponte no RN

Evangélicos evitam 16 suicídios em ponte no Rio Grande do Norte

Evangélicos impedem pessoas de cometer suicídio
Evangélicos impedem pessoas de cometer suicídio

Uma vígilia de um grupo de evangélicos acampados em uma ponte, tem salvado vidas, impedindo pessoas de cometer suicídio, na Ponte Newton Navarro em Natal (RN). A iniciativa partiu do pastor pastor Rubens Medeiros, Assembleia de Deus Milagres, que contou com apoio até de um padre.

O grupo está acampado desde o último sábado dia (20), e já conseguiu evitar 16 tentativas de suicídio. O pastor Rubens, idealizador da virgília, improvisou um acampamento, com tenda para refeições e barracas para repouso dos voluntários e até das pessoas que foram impedidas por eles de tentar contra a própria vida delas.

Os voluntários já têm muitas histórias para contar, de pessoas de todas as idades, condições financeiras e aflições que em momentos de angústia pensam em não mais viver. O grupo que fica embaixo diz que está atento a pessoas em comportamento suspeito.

“Ficamos por aqui, evangelizando e prestando atenção às pessoas. Quando identificamos um possível suicida, passamos uma mensagem por rádio a alguém que está no alto da ponte, passando as características físicas e vestimentas.

Carros que param lá em cima, também são abordados pelos irmãos”, explicou Elisângela Leonês, vendedora autônoma, que deixou de trabalhar para atender ao chamado do pastor para o trabalho voluntário pela vida.

“A gente chega junto, oferece ajuda, conversa, ora e acompanhamos a pessoa até lá embaixo, onde um de nós ou mesmo a polícia, que passa muito por aqui, dá uma carona pra casa e entrega à família”, acrescentou o voluntário Wellington.

A iniciativa do pastor Rubens, refletiu a vontade da Polícia Militar, em manter um efetivo na Ponte Newton Navarro, que é considerada um cartão postal de Natal, mas devido a falta de recursos isso ainda foi possível, disse o Tenente Coronel Franco, assessor de comunicação da Polícia Militar do RN, ao portal de notícia Portalnoar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui