Siga-Nos

Mundo Cristão

Governo chinês remove cruz de Igreja cristã a força

Publicado:

em

Governo chinês remove cruz de Igreja cristã a força

Governo chinês remove cruz de Igreja cristã a força

As autoridades do governo chinês, iniciaram uma nova rodada de opressão contra os cristãos após remover a cruz da igreja cristã, (Chengdong Christian Church), que é uma igreja registrada no Departamento de Assuntos Étnicos e Religiosos, orgão que monitora as atividades das igreja no país opressor.

Segundo o que foi publicado pelo ChinaAid Association, na terça-feira 19 de fevereiro, a cruz da Igreja Cristã de Chengdong, uma igreja legalizada pelo Estado na província chinesa de Jiangsu, foi removida à força, mesmo apesar da presença de membros da igreja.

Em um vídeo compartilhado pela China Aid, dezenas de membros da igreja, a maioria mulheres e idosos, puderam ser vistos questionando as autoridades locais que estavam trabalhando na remoção da cruz com um guindaste. Alguns fiéis foram á lágrimas ao verem tudo se desabar, enquanto outros pediam orações de irmãos e irmãs em Cristo.

A igreja Chengdong é um templo que abriga três igrejas no mesmo prédio, que obteve registro com permissão do Departamento de Assuntos Étnicos e Religiosos de 2007. Mais de 3.000 fiéis comparecem ao culto de domingo toda semana.

Veja também: Igreja evangélica é explodida pelo governo na China

O prédio da igreja de quatro andares é usado pela associação cristã oficial local como seu escritório. Segundo uma fonte, dado o espaço insuficiente, dois anos atrás, a igreja até pediu às autoridades locais permissão para expandir seu prédio. No entanto, mesmo uma igreja oficial como esta não poderia escapar da perseguição cristã.

A remoção da cruz é um método comum usado pelo governo chinês para intimidar e ameaçar as igrejas chinesas. Removendo as cruzes, eles buscam reduzir a visibilidade das igrejas enquanto dizem a esses cristãos que eles são monitorados de perto pelo governo. Com a campanha da “chinização” ou “sinização” da religião do presidente Xi Jinping, Pequim fortaleceu sua religião, especialmente o islamismo e o cristianismo.*Com informações ChinaAid

Advertisement
1 Comentário

1 Comentário

  1. Jose Antonio de souza

    24 de fevereiro de 2019 at 06:19

    O goveno chinês está certo,cruz nunca foi símbolo da lei judaica e não de cristianismo,sempre foi usada como morte de maldição,Deuteronômio 21:23 e Gálatas 3:12

Deixe uma resposta

Trending