Goleiro do Flamengo que morreu no incêndio era evangélico

"<yoastmark

O goleiro que morreu no incêndio que atingiu na madrugada desta sexta-feira o Ninho do Urubu, o centro de treinamentos do Flamengo, era evangélico e foi a primeira vítima ser identificada.

A tragédia comoveu o país, além de atletas, dirigentes e clubes de futebol brasileiros e estrangeiros. Centenas de mensagens de pesar, manifestações de condolências e orações foram postadas nas mídias sociais assim que notícias foi divulgada.

Christian Esmério Candido tinha 15 anos e era uma das grandes promessas do clube, de acordo com informações de funcionários do local.

O atleta da categoria de base flamenguista já havia sido convocado pelo técnico Tite para integrar a Seleção Brasileira de base e realizou treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Ativo nas redes sociais, Christian demostrava, além do orgulho de vestir a camisa da Seleção, muita fé em cada acontecimento de sua vida profissional sem esquecer a gratidão pelos que estavam envolvidos em sua trajetória como atleta.

“Somente agradecer a Deus por me proporcionar mais uma vez estar vestindo a amarelinha mais respeitada do mundo”, escreveu em sua conta no Twitter.

Em outra oportunidade disse: “Muito obrigado Senhor, é sempre uma honra vestir a camisa da Seleção Brasileira, agradeço a todos os envolvidos que fizeram isso ser possível… Deus é fiel!”.

Christian era membro da Igreja da Restituição Ministério, no Rio de Janeiro.

Em uma das postagens em sua rede social, Christian escreveu em uma fotografia de uma viagem que fez ao Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro: “Aproveitar a vida, porque ela é passageira!”

fonte: Guiame, com informações do Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui